Esporte Futebol Mineiro

26/06/2020 | domtotal.com

Cruzeiro processa ex-presidente Wagner Pires por gastos com cartão corporativo

Clube celeste quer recuperar dinheiro gasto pela gestão passada

Ex-presidente pode ter que devolver dinheiro gasto no clube
Ex-presidente pode ter que devolver dinheiro gasto no clube (Igor Sales/Cruzeiro)

O Cruzeiro revelou nessa quinta-feira (25) que ajuizou ação na Justiça contra o ex-presidente Wagner Pires de Sá pelo uso indevido do cartão corporativo do clube. De acordo com Sergio Santos Rodrigues, atual gestor do time, o processo apresenta documentos que comprovam o uso do cartão em casas de "entretenimento adulto" em Portugal, como havia se tornado público recentemente, assim como em Porto Alegre.

"A gente também não está de mãos atadas. Eu estava muito feliz em poder dar essa noticia logo para nossa torcida para mostrar e provar que não adianta só falar, temos que fazer. Não íamos permitir que essas pessoas passassem impunes. Descobrimos até um pouco mais. Com muita tristeza divulgamos que não foi só casa de entretenimento adulto em Portugal não, descobrimos também em Porto Alegre, que foi usado indevidamente o cartão corporativo do Cruzeiro, coincidentemente um dia antes do Cruzeiro jogar com o Internacional lá", afirmou o dirigente em uma live transmitida pelo clube, mas sem apresentar outros detalhes da utilização do cartão.

"Isso tudo está anexado a um processo que corre em segredo de justiça e hoje, pela primeira vez, o Cruzeiro já ajuizou uma ação para o ressarcimento contra o ex-presidente do Cruzeiro que gastou indevidamente valores no cartão corporativo para fins que certamente não tem nada a ver com futebol" acrescentou.

Santos Rodrigues prometeu que o Cruzeiro vai ajuizar outras ações contra ex-dirigentes. Ele apontou que o plano do clube é expulsar do quadro associativo aqueles que lesaram a equipe, além de buscar um ressarcimento financeiro.

"Diante dos documentos que a gente tem, já nos foi permitido fazer essa ação. Vamos fazer outras em breve. Existe a punição criminal, a punição cível e a punição administrativa. Também acho que essas pessoas já estão mais que comprovadas e tem que ser expulsas do Cruzeiro Esporte Clube, elas não podem figurar aqui. Temos que apagar essas pessoas da memória do Cruzeiro", comentou o dirigente.

"Torço muito para que a justiça seja feita, para que as liminares saiam, os bens sejam bloqueados e para que o Cruzeiro tenha em breve nos seus cofres todo dinheiro dele, dinheiro dele não, dinheiro seu, torcedor. Que esse dinheiro volte para os cofres do clube", concluiu.


Agência Estado



Comentários
Newsletter

Você quer receber notícias do domtotal em seu e-mail ou WhatsApp?

* Escolha qual editoria você deseja receber newsletter.

DomTotal é mantido pela EMGE - Escola de Engenharia e Dom Helder - Escola de Direito.

Engenharia Cívil, Ciência da Computação, Direito (Graduação, Mestrado e Doutorado).

Saiba mais!