Religião

02/07/2020 | domtotal.com

Santa Sé faz apelo aos EUA e Israel por paz no Oriente Médio

Embaixador do Vaticano diz que ações unilaterais colocam em risco a paz entre israelenses e palestinos

Manifestantes participam de um comício na cidade de Gaza enquanto os palestinos pedem um 'dia de raiva' para protestar contra o plano de Israel de anexar partes da Cisjordânia, em 1º de julho de 2020
Manifestantes participam de um comício na cidade de Gaza enquanto os palestinos pedem um 'dia de raiva' para protestar contra o plano de Israel de anexar partes da Cisjordânia, em 1º de julho de 2020 (Reuters/ Mohammed Salem)

O cardeal secretário de Estado Pietro Parolin encontrou esta quarta-feira (01) os Embaixadores dos EUA e do Estado de Israel. Ele expressou "a preocupação da Santa Sé sobre possíveis ações unilaterais que poderiam comprometer mais ainda a busca da paz entre israelenses e palestinos e a delicada situação no Oriente Médio". Foi o que divulgou na noite do mesmo dia, com uma declaração, a Sala de Imprensa vaticana.

"Como já declarado em 20 de novembro de 2019 e 20 de maio de 2020 – ressalta o comunicado –, a Santa Sé reitera que o Estado de Israel e o Estado da Palestina têm o direito de existir e de viver em paz e segurança, dentro das fronteiras internacionalmente reconhecidas. Apela, portanto, às partes a fim de que trabalhem para reabrir o caminho da negociação direta, com base nas relevantes Resoluções das Nações Unidas, facilitada por medidas que sirvam para restabelecer a confiança recíproca e tenham ‘a coragem de dizer sim ao encontro e não ao confronto; sim ao diálogo e não à violência; sim à negociação e não às hostilidades; sim ao respeito aos pactos e não às provocações; sim à sinceridade e não à duplicidade’ (Papa Francisco, Invocação pela paz na Terra Santa, Jardins Vaticanos, 8 de junho de 2014).”

Em 20 de maio passado, a Sala de Imprensa anunciou que o secretário das Relações com os Estados, dom Paul Richard Gallagher, havia sido contatado por telefone pelo chefe das negociações e secretário geral da Organização para a Libertação da Palestina, Saeb Erekat, que quis informar a Santa Sé "sobre os recentes desdobramentos nos territórios palestinos e a possibilidade de que a soberania israelense seja aplicada unilateralmente em parte de referidas áreas, o que comprometeria ulteriormente o processo de paz".

Também naquela ocasião a Santa Sé havia reiterado "que o respeito pelo direito internacional, e pelas relevantes Resoluções das Nações Unidas, é um elemento indispensável para que os dois povos possam viver lado a lado em dois Estados, com as fronteiras internacionalmente reconhecidas antes de 1967".

"A Santa Sé – concluía o comunicado – acompanha atentamente a situação, e expressa preocupação pelos eventuais atos que possam comprometer ulteriormente o diálogo, esperando que os israelenses e os palestinos possam encontrar novamente, e em breve, a possibilidade de negociar um acordo diretamente, com a ajuda da comunidade internacional, e a paz possa finalmente reinar na Terra Santa, tão amada por judeus, cristãos, muçulmanos".


Receba notícias do DomTotal em seu WhatsApp. Entre agora:
https://chat.whatsapp.com/GuYloPXyzPk0X1WODbGtZU


Vatican News



Comentários
Newsletter

Você quer receber notícias do domtotal em seu e-mail ou WhatsApp?

* Escolha qual editoria você deseja receber newsletter.

DomTotal é mantido pela EMGE - Escola de Engenharia e Dom Helder - Escola de Direito.

Engenharia Cívil, Ciência da Computação, Direito (Graduação, Mestrado e Doutorado).

Saiba mais!