Cultura

03/07/2020 | domtotal.com

I'm alive

Sei que um dia morrerei, mas estou vivo

I hear they say/ 'Expect the final blast'
I hear they say/ 'Expect the final blast' (Unsplash/ Lucas Favre)

Eleonora Santa Rosa*

I'm alive, vivo muito vivo feel the sound of music…
I'm alive vivo muito vivo
In the electric cinema or on the telly

Me vem à mente a canção potente de Caetano (Nine out of ten) quando de sua temporada forçosa/forçada, ácida/amarga, em Londres.

Lembrança guiada por Caetano e emergida em plena live de Gilberto Gil, revigoradora e reparadora, mesmo que temporariamente, dos males que nos afligem em país pandêmico sem rumo, excluído e excludente. Cenário doméstico familiar gostoso de se ver, ouvir e cantar junto. Alto astral em noite de frio e emoção à flor da pele, em meio a citações e memórias de nomes "desconhecidos" e celebrados da música brasileira nordestina, dos xaxados e baiões de São João. Emocionado e emocionando a todos, Gil, velho rouxinol zen, extraordinário ministro da Cultura nos tempos  de um Brasil de vigor e rigor, contraste absoluto com a temporada fria(s) que ora se inaugura com o quinto round do ex-ministério transformado em acanhada secretaria de obtusa representação e atuação.

Insistente rememoração da canção de Caetano que retorna na live de Milton Bituca Nascimento, linda e tocante, desta vez em Minas, em sua casa em Juiz de Fora, acompanhado por uma dupla de músicos em total comunhão sonora e afetiva.

I'm alive, vivo muito vivo feel the sound of music.

Caetano ainda não fez sua live, embora dê colher de chá nas lives de sua querida Teresa Cristina, a rainha das lives de primeira linha. Suas aparições inesperadas, de cabelos revoltos, com barba por fazer, são deliciosas, embora muitas vezes retratem um Caetano melancólico, retraído e oblíquo quanto aos insistentes convites para sua própria live.

Tantas e tantas lives de gente bacana acontecendo, expressões da diversidade e riqueza da nossa música, verdadeiros bálsamos para o espírito, que injetam doses maciças de esperança e sanidade, de sensibilidade e civilidade, espécie de moto-contínuo do mantra nacional:  vai passar.

Embora alguns prefiram a "live" do capitão inclemente, acompanhado do presidente da Embratur ‘estraçalhando’, na sanfona, a Ave Maria (Bach/Gounod), em quadro de fazer corar de vergonha e constrangimento qualquer ser humano minimamente sensível, nem mesmo a intérprete em libras conseguiu atenuar a cena da trágica comédia do canto desafinado, no entanto, em perfeita harmonia com a economia em frangalhos. Aliás, o todo poderoso titular da pasta, também participante da live, entre perplexo e constrangido, ouviu, impassível, o encarregado do Turismo apresentar seus dotes de extraordinário horror vocal e instrumental.

Em suma, cada governo tem a live que merece.

Por mim, continuo aguardando a de Caetano, e enquanto isso canto a plenos pulmões:

I walk down Portobello road to the sound of reggae
I'm alive
The age of gold, yes the age of old
The age of gold
The age of music is past
I hear them talk as I walk yes I hear them talk
I hear they say
"Expect the final blast"
I walk down Portobello road to the sound of reggae
I'm alive
I'm alive, vivo muito vivo feel the sound of music
Banging in my belly
Know that one day I must die
I'm alive
And I know that one day I must die
I'm alive
Yes I know that one day I must die
I'm alive vivo muito vivo
In the eletric cinema or on the telly
Nine out of ten movie stars make me cry
I'm alive
And nine out of ten movie stars make me cry
I'm alive

*Eleonora Santa Rosa - Jornalista, gestora e empreendedora cultural, foi Secretária de Estado de Cultura de Minas Gerais. Ex-diretora do Centro de Estudos Históricos e Culturais da Fundação João Pinheiro, exerceu diversas funções públicas ao longo de sua trajetória de mais de 35 anos de trabalho. Recentemente, de novembro de 2017 a novembro de 2019, dirigiu o Museu de Arte do Rio - MAR. Estrategista Cultural, concebeu, coordenou e implantou diversos projetos, programas, iniciativas e equipamentos culturais de repercussão nacional. É fundadora e diretora do Santa Rosa Bureau Cultural, prestando assessoria e consultoria cultural nos mais diversos segmentos, tanto públicos como privados. Autora do livro Interstício.



Newsletter

Você quer receber notícias do domtotal em seu e-mail ou WhatsApp?

* Escolha qual editoria você deseja receber newsletter.

DomTotal é mantido pela EMGE - Escola de Engenharia e Dom Helder - Escola de Direito.

Engenharia Cívil, Ciência da Computação, Direito (Graduação, Mestrado e Doutorado).

Saiba mais!