Brasil Cidades

26/08/2020 | domtotal.com

Anonymous Brazil vaza dados de Michelle Bolsonaro após polêmica sobre os R$ 89 mil

Primeira-dama está sob suspeita após receber depósitos de Fabrício Queiroz, ex-assessor de Flávio Bolsonaro, que operava esquema de 'rachadinha' na Alerj

Em junho deste ano, os filhos do presidente também tiveram supostos dados divulgados pelo Anonymous Brazil
Em junho deste ano, os filhos do presidente também tiveram supostos dados divulgados pelo Anonymous Brazil (: Carolina Antunes/PR)

A primeira-dama Michelle Bolsonaro foi alvo de ação promovida pelo grupo hacker Anonymous Brazil, que revelou dados pessoais dela nas redes sociais na noite dessa terça-feira (25). O vazamento ocorre após polêmica causada por seu marido, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido), que não quis responder a origem de R$ 89 mil em depósitos feitos por Fabrício Queiroz na conta de Michelle.

Em junho deste ano, os filhos do presidente também tiveram supostos dados divulgados pelo Anonymous Brazil. Polícia Federal abriu investigação para apurar o caso.

Entre as informações publicadas, constava uma fatura de um posto de combustíveis no valor de R$ 56.160 no nome do presidente, relativa à compra de 12 mil litros de gasolina comum.

A ação faz parte de uma mobilização internacional do grupo Anonymous. O grupo voltou a atuar em apoio à revolta popular que tomou conta dos Estados Unidos após o assassinato de George Floyd, homem negro de 46 anos, por um policial branco, na cidade de Minneapolis, em 25 de maio.

Rachadinha

A primeira-dama tem o nome ligado ao suposto esquema de "rachadinha" no gabinete de Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ), enquanto era deputado estadual no Rio de Janeiro.  De acordo com o Ministério Público, Fabrício Queiroz e sua esposa, Márcia de Oliveira Aguiar, teriam depositado R$ 89 mil na conta de Michelle.

No último domingo (23), o presidente Bolsonaro foi questionado sobre o caso por um repórter de O Globo e respondeu que tinha "vontade de encher sua boca de porrada" ao jornalista.


Redação Dom Total



Comentários
Newsletter

Você quer receber notícias do domtotal em seu e-mail ou WhatsApp?

* Escolha qual editoria você deseja receber newsletter.

DomTotal é mantido pela EMGE - Escola de Engenharia e Dom Helder - Escola de Direito.

Engenharia Cívil, Ciência da Computação, Direito (Graduação, Mestrado e Doutorado).

Saiba mais!