Brasil Cidades

27/08/2020 | domtotal.com

Bombeiros retomam buscas aos desaparecidos do rompimento de barragem da Vale em Brumadinho

Cerca de 60 militares devem recomeçar a trabalhar na região atingida pelo crime sócio-ambiental da Vale, na mina do Córrego do Feijão

Rompimento da Vale deixou 259 pessoas mortas e 11 continuam desaparecidas.
Rompimento da Vale deixou 259 pessoas mortas e 11 continuam desaparecidas. (Corpo de Bombeiros/Divulgação)

Depois de mais de cinco meses de interrupção, o Corpo de Bombeiros retoma, nesta quinta-feira (27), as buscas pelas vítimas do rompimento da barragem da Vale em Brumadinho, na Grande Belo Horizonte. O trabalho foi suspenso devido a pandemia do novo coronavírus. O crime sócio-ambiental da Vale, na mina Córrego do Feijão, deixou 259 pessoas mortas e 11 continuam desaparecidas.

No último dia dia 25 de julho, data que a tragédia completou um ano e meio, parentes pediram a retomada dos trabalhos. O anúncio de retorno às buscas foi feito pelo governo de Minas em 10 de agosto.  Cerca de 60 militares devem recomeçar a trabalhar na região atingida pelo rompimento da barragem do Córrego do Feijão.

Protocolos

Os protocolos de segurança envolvem cuidados como obrigatoriedade do uso de máscara cobrindo nariz e boca e óculos de proteção durante todo o período do transporte para o local, inclusive dentro do veículo; medição da temperatura antes e ao término do empenho; higienização constante das mãos com água e sabão ou álcool gel a 70%, entre outros.

Militares que se enquadram nos grupos de risco para a Covid-19 não atuarão na operação e os demais só serão escalados após exames que confirmem aptidão para a ação, inclusive em relação a exames de avaliação para a presença de metais pesados antes e após o empenho, conforme protocolo específico.

Os cuidados envolvem, ainda, protocolos específicos como o isolamento social durante o período de folga (4 dias), se possível, inclusive de familiares próximos; ocupação dos veículos limitada a 50% do número de assentos disponíveis e higienização dos veículos com álcool a cada nova viagem.

As áreas de refeitório também receberam protocolos específicos, a exemplo do referente às refeições, que serão servidas apenas em marmitex. Dormitórios e demais espaços estão sendo adaptados para prevenir e reduzir riscos de infecção pelo coronavírus e todos os militares e outros trabalhadores que circularem pelos espaços deverão seguir todas as medidas de proteção individual em prevenção à covid-19.

Durante o empenho

Todos os militares passarão por medição de temperatura diariamente, sendo considerado suspeito o caso com temperatura superior a 37,8ºC. Caso apresente febre e/ou sintomas respiratórios, tosse, congestão nasal, dificuldade para respirar, falta de ar, dor de garganta, dores no corpo, dor de cabeça, o bombeiro deverá comunicar ao chefe da frente/direto e solicitar avaliação médica no Posto de Saúde Avançado (PSA).

Em caso de suspeita de contaminação definido pelo médico do Posto de Saúde Avançado (PSA), seguir o protocolo de contingência de Saúde.


Agência Minas/DomTotal



Comentários
Newsletter

Você quer receber notícias do domtotal em seu e-mail ou WhatsApp?

* Escolha qual editoria você deseja receber newsletter.

DomTotal é mantido pela EMGE - Escola de Engenharia e Dom Helder - Escola de Direito.

Engenharia Cívil, Ciência da Computação, Direito (Graduação, Mestrado e Doutorado).

Saiba mais!