Cultura

10/09/2020 | domtotal.com

A primeira vez

A vida, óbvio dizer, é uma sucessão de primeiras vezes

O escritor Fernando Sabino
O escritor Fernando Sabino (Reprodução/ Wikimedia)

Ricardo Soares*

O saudoso escritor mineiro Fernando Sabino – que ando mais uma vez relendo, fuçando seus livros com carinhosos autógrafos que recebi – dizia que "estava sempre chegando. Não aceitei a imposição de um caminho que não era o meu, e procuro olhar tudo como se fosse pela primeira vez".

Eu, modestamente, ambiciono, persigo sempre esse olhar de "primeira vez" sobre as coisas. Confesso ser isso muito difícil atualmente, nos tempos de barbárie e pandemia, quando a boçalidade está institucionalizada, "juramentada", como diria o folclórico Odorico Paraguaçu, personagem de Dias Gomes.

O olhar de "primeira vez" também já foi tema de um artista pouco conhecido entre nosotros, o menestrel uruguaio "El Sabalero". Como ele e o Fernando Sabino, comungo dessa modesta ambição de perseguir o olhar de "primeira vez", muito embora esteja jogando na terceira divisão de futebol do Acre no que tange a qualidade literária.

A vida, óbvio dizer, é uma sucessão de primeiras vezes. E são elas, as "primeiras vezes", que dão alento, gosto, gozo e alegria na vida. A primeira vez que a gente reconhece um amigo de verdade, a primeira vez que se vê o rosto de um filho, um olhar apaixonado, a primeira vez que se toca um seio sem o sentido materno, mas com o toque de desejo e alegria.

Passei parte da vida, até inconscientemente, tentando não me envolver em mal-entendidos, mas como todo "sincerão raiz", acabo me envolvendo em mal entendidos mesmo que não queira. Daí ser muito libertador quando se é alvo da primeira vez de um perdão. E cada vez que você é perdoado parece ser a primeira vez. Uma sensação que se repete em seu frescor e alívio como aquela relva que fica sobre as plantas de manhã.

Toda essa espiral em torno da primeira vez foi um mote para, no fundo, dizer como é reconfortante redescobrir todos os dias o prazer da leitura e sobretudo da leitura de quem parece tão perto da gente. Assim é a eterna "primeira vez" com o Fernando Sabino e toda uma lista imensa de autores que guardo dentro de mim com a certeza de que descobrir uma primeira vez nas leituras é o mais poderoso antidoto contra as agruras. E não é a primeira vez que digo isso.

*Ricardo Soares é escritor,jornalista, diretor de tv e roteirista. Publicou 9 livros, o mais recente 'Devo a eles um romance' disponível no site da editorapenalux.com.br



Comentários
Newsletter

Você quer receber notícias do domtotal em seu e-mail ou WhatsApp?

* Escolha qual editoria você deseja receber newsletter.

DomTotal é mantido pela EMGE - Escola de Engenharia e Dom Helder - Escola de Direito.

Engenharia Cívil, Ciência da Computação, Direito (Graduação, Mestrado e Doutorado).

Saiba mais!



Outros Artigos