Meio Ambiente

09/09/2020 | domtotal.com

Parte da costa oeste dos Estados Unidos é desvatada por incêndios florestais

Estado de Washington teve mais de 130 mil hectares queimados em 24 horas

Carro incendiado em Fresno, Califórnia, em 8 de setembro de 2020
Carro incendiado em Fresno, Califórnia, em 8 de setembro de 2020 (Josh Edelson/AFP)

Alimentados pela seca e pelo vento, os incêndios continuavam a se espalhar nesta quarta-feira (09) da Califórnia ao estado vizinho de Washington, na costa oeste dos Estados Unidos, disparando alertas de evacuação e poluição do ar. Mais de vinte focos devastaram a Califórnia e quase mil bombeiros combatem o incêndio na região de Fresno, ao norte do estado.

Outro incêndio florestal, o chamado Bobcat Fire, devastou 4 mil hectares e continua fora de controle, apesar do trabalho de 400 bombeiros, informaram as autoridades do condado de Los Angeles. "Estejam preparados e sigam as instruções", disseram eles em mensagem aos moradores da região, que podem ser obrigados a deixar suas casas.

Ordens de evacuação também foram emitidas para o sul da Califórnia, perto de San Diego, onde quase 7 mil hectares foram queimados, de acordo com as autoridades locais. O fogo se espalhou para o norte da Califórnia, Oregon e estado central de Washington.

O governador de Washington, Jay Inslee, disse na terça-feira (8) que mais de 130 mil hectares foram engolidos pelas chamas em 24 horas, quase o dobro da área queimada em todo o ano passado. Os bombeiros estão lutando contra nove "grandes" incêndios, disse ele.

"As condições estão muito secas, muito quentes porque o clima mudou", disse o governador. Ele acrescentou que mais de 100 mil pessoas estavam sem eletricidade. O vento soprou a fumaça na área de Seattle, a maior cidade de Washington, onde o Departamento de Ecologia local emitiu um alerta de poluição do ar.

A Califórnia está sob forte calor há vários dias. Os termômetros marcam 49 graus Celsius em Woodland Hills, perto do Condado de Los Angeles, de acordo com o Serviço Meteorológico Nacional.

Em meados de agosto, uma onda de calor já havia atingido a Califórnia, onde a temperatura recorde de 54,4 graus Celsius foi registrada no Vale da Morte. Foi uma das temperaturas mais altas já registradas no planeta.

Neste ano, o incêndio já devastou 8 mil quilômetros quadrados na Califórnia, uma área sem precedentes desde 1987, e deixou pelo menos sete mortos. E a temporada de incêndios ainda está longe de terminar.


AFP



Comentários
Newsletter

Você quer receber notícias do domtotal em seu e-mail ou WhatsApp?

* Escolha qual editoria você deseja receber newsletter.

DomTotal é mantido pela EMGE - Escola de Engenharia e Dom Helder - Escola de Direito.

Engenharia Cívil, Ciência da Computação, Direito (Graduação, Mestrado e Doutorado).

Saiba mais!