Religião

17/09/2020 | domtotal.com

Associação de pais LGBT é recebida pelo papa

Grupo presenteia Francisco com camiseta do arco-íris onde se escrevia 'No amor não há medo' (1Jo 4,18)

'Queremos fazer uma ponte com a Igreja para que também a Igreja mude o olhar para os nossos filhos, não mais os excluindo, mas acolhendo-os plenamente', disse vice-presidente da Tenda di Gionata
'Queremos fazer uma ponte com a Igreja para que também a Igreja mude o olhar para os nossos filhos, não mais os excluindo, mas acolhendo-os plenamente', disse vice-presidente da Tenda di Gionata (Reprodução/Avvenire)

Lucia Lopez Alonso

"Na dolorosa jornada que cada um de nós tem feito como crentes LGBT , confesso que não teria imaginado que chegaríamos a esta etapa. Reunirmo-nos em audiência com o santo padre". Essas são palavras de um dos representantes da associação italiana Tenda di Gionata, de pais e filhos LGBT. Aproximadamente 40 de seus membros foram recebidos nesta quarta-feira (16) no Vaticano.

O papa Francisco os cumprimentou com proximidade e, ao final da audiência, a vice-presidente da associação, Mara Grassi, juntamente com seu marido, entregou-lhe com um exemplar do livro Pais afortunados. O volume sintetiza as experiências eclesiais, frequentemente muito difíceis, pelas quais tiveram que passar pessoas homossexuais e católicos.

Junto com esses depoimentos, a associação também incluiu cartas com pedidos concretos e críticos ao tratamento recebido pela Igreja, que tem esquecido ou estigmatizado a comunidade LGBT. "Queremos fazer uma ponte com a Igreja para que também ela mude o olhar sobre nossos filhos, não mais os excluindo, mas acolhendo-os plenamente", disse Grassi. "A Igreja não os exclui", respondeu Francisco. "Ame seus filhos como são, porque são filhos de Deus."

A associação presenteou o pontífice com uma camiseta do arco-íris com as palavras "No amor não há medo" (1 Jo 4, 18). Francisco sorriu ao recebê-la, num momento em que a vice-presidente da associação destacou como de "profunda harmonia que não esqueceremos".

Da rejeição à recepção

A homossexualidade, também na Igreja, "deve encontrar a cidadania plena", declara outra mãe da associação, que confessa ter sofrido, de mãos dadas com o filho, a rejeição da comunidade de fiéis. A dificuldade de aceitação pessoal, familiar e depois eclesial cobre as experiências recolhidas em Pais afortunados. Algumas delas terminaram em reconciliação, mas outros em separação da família e das instituições da Igreja. "Meu filho escolheu ser agnóstico para se proteger", explica outro testemunho. "O estudo de todos os documentos eclesiais oficiais nos quais se aprofundou para sua tese em Antropologia Cultural foi sua coroa de espinhos", aprofunda o relato.

A Tenda di Gionata é uma associação fundada a pedido do David Esposito, padre da região de Marche, na italia, que morreu prematuramente.

Publicado originalmente por Religión Digital com acréscimos de Avvenire


Tradução: Gilmar Pereira



Comentários
Newsletter

Você quer receber notícias do domtotal em seu e-mail ou WhatsApp?

* Escolha qual editoria você deseja receber newsletter.

DomTotal é mantido pela EMGE - Escola de Engenharia e Dom Helder - Escola de Direito.

Engenharia Cívil, Ciência da Computação, Direito (Graduação, Mestrado e Doutorado).

Saiba mais!