Coronavírus

15/10/2020 | domtotal.com

Opas anuncia teste para Covid-19 e diz que exigir exame de turistas é desnecessário

Saúde dos turistas devem ser monitoradas sem obrigação de isolamento e testes, diz organização

Avião comercial prepara pouso no aeroporto internacional Oscar Arnulfo Romero, em Comalapa, El Salvador
Avião comercial prepara pouso no aeroporto internacional Oscar Arnulfo Romero, em Comalapa, El Salvador (Yuri CORTEZ/AFP)

A Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS) anunciou nesta quarta-feira (14) um teste de diagnóstico rápido "acessível e confiável" para a Covid-19. A organização também se posicionou sobre o turismo e disse que considera desnecessária a exigência de exames da Covid-19 ou de quarentena para turistas.

Em relação aos testes, OPAS afirmou que é capaz de ser realizado "em qualquer lugar" e dar resultados "em minutos", que segundo a instituição pode transformar o resposta da região à pandemia.

"Hoje a Opas pode fornecer acesso a centenas de milhares desses testes por meio do Fundo Estratégico da Opas, e outros milhões são esperados nas próximas semanas", afirmou a diretora da organização, Carissa Etienne, que anunciou estudos piloto no Equador, El Salvador, México e Suriname."Se amplamente distribuído, este novo teste transformará nossa resposta à Covid-19", ressaltou.

Turismo

A Opas considera desnecessária a exigência de exames da Covid-19 ou de quarentena para a retomada das viagens não essenciais, afirmou nesta quarta-feira (14) o diretor de Emergências da Saúde da entidade, Ciro Ugarte.

Questionado em entrevista coletiva sobre o assunto, Ugarte aconselhou "não depender de quarentenas ou exames para retomar viagens não essenciais" e citou um documento com recomendações publicado recentemente pela agência a pedido dos seus países-membros.

"Como a Opas, estamos muito cientes da necessidade dos Estados dependentes do turismo de reativar sua economia", ressaltou Ugarte, destacando que a reabertura das fronteiras implica aceitar e avaliar o risco de contágio.

Porém, uma vez tomada a decisão, aconselhou a fiscalizar o estado de saúde dos turistas "durante os primeiros 14 dias da sua estada", mas não obrigando-os a manter isolamento.

Segundo Ugarte, isso deve ser feito com a colaboração dos próprios turistas, da hotelaria e da indústria do turismo em geral, e em um contexto de respeito da comunidade local pelas medidas de saúde pública de prevenção ao contágio.

Por outro lado, ele descartou que os testes diagnósticos para a Covid-19 sirvam para prevenir a propagação do vírus, já que "muitas coisas podem ter acontecido" entre o dia da coleta para o exame e o dia do recebimento dos resultados.

"A comunidade se sente segura quando os turistas que chegam são testados, mas essa é uma falsa sensação de segurança", enfatizou Ugarte, indicando que a exigência dos testes pode levar a um uso "ineficaz" dos recursos.

Datado de 9 de outubro, o documento da Opas sobre a retomada de viagens internacionais não essenciais estabelece que não se deve permitir o movimento de pessoas sob medidas restritivas em sua comunidade, e pede para não considerar os turistas como casos suspeitos da Covid-19.

"Os viajantes internacionais não devem ser considerados ou tratados como casos de Covid-19 e não devem ser obrigados a fazer a quarentena no país de destino", acrescentou o diretor.

Além disso, "não se justifica aplicar intervenções que possam gerar uma falsa sensação de segurança", incluindo triagem de viajantes de acordo com a temperatura corporal, preenchimento de formulários ou declarações de turistas sobre possíveis sintomas ou teste para a Covid-19.

"Não se recomenda a realização ou recomendação de testes da Covid-19 aos passageiros que planejam ou fazem uma viagem internacional como ferramenta como forma de mitigar o risco de disseminação internacional", afirma o documento, disponível no site da entidade.

Ugarte disse que a Opas mantém "contato próximo" com vários governos da região para ajustar as necessidades relacionadas ao turismo no processo de reabertura de suas economias.


AFP



Comentários
Newsletter

Você quer receber notícias do domtotal em seu e-mail ou WhatsApp?

* Escolha qual editoria você deseja receber newsletter.

DomTotal é mantido pela EMGE - Escola de Engenharia e Dom Helder - Escola de Direito.

Engenharia Cívil, Ciência da Computação, Direito (Graduação, Mestrado e Doutorado).

Saiba mais!