Cultura Música

16/10/2020 | domtotal.com

Because

Ouvi, por acaso, minha mãe, a sua canção predileta, e fui tomada por uma onda de melancolia, agravada por esses dias de pandemia sem fim

Foto dos bastidores do álbum 'Abbey Road'
Foto dos bastidores do álbum 'Abbey Road' (Divulgação/EMIMusic)

Eleonora Santa Rosa*

Não sou da geração dos Beatles, meus primeiros irmãos, sim.

Escutava, quando pequena, de maneira lateral, observando, sempre, uma música que minha mãe amava. Aliás, ela adorava o quarteto de Liverpool e tinha horror, claro, a Yoko Ono, que eu, anos depois, viraria admiradora entusiasmada.

Naqueles idos da década de 70, Yoko era considerada a 'destruidora' dos Beatles, uma mulher intratável e temperamental. Levou essa fama por anos, acho que até hoje ainda é responsabilizada pela separação do grupo, o que muito deve tê-la prejudicado, inclusive artisticamente.

Os motivos que faziam com que minha mãe se emocionasse com essa canção de simples estrutura em termos de letra, mas de constituição harmônica complexa, eu não sei.

Reza a história que foi Yoko a responsável pelo insight de John ao compor Because, embora tenha sido creditada a ele e a McCartney. Segundo os relatos, Lennon ouvindo-a dedilhar no piano a Sonata ao luar, de Beethoven, pediu que tocasse os acordes do primeiro movimento em ordem inversa. Que mescla: Beethoven/ Lennon sob a batuta dos arranjos do mago George Martin. Fecha parêntesis.

Somente mais crescida e vivida, pude elocubrar a esse respeito, embora nunca tenha lhe perguntado as razões de sua emoção com aquela composição que lhe tocava tanto. Minha mãe interrompia o que estivesse fazendo para escutá-la com olhos embargados.

Por suposto a sua situação particular, sobretudo matrimonial, não era das melhores e o sofrimento advindo de circunstâncias pessoais pediam reparos emocionais, pausas íntimas que, de alguma maneira, aquela música lhe proporcionava.

Me marcou tanto, que me é impossível escutá-la sem, de imediato, voltar à minha mãe, aos seus olhos, à sua face, ao seu corpo, à sua viagem pelo universo sonoro de Because.

Disse uma vez que não penso em minha mãe todos os dias, mas todos os dias importantes eu penso nela.

Ouvi, por acaso, minha mãe, a sua canção predileta, e fui tomada por uma onda de melancolia, agravada por esses dias de pandemia sem fim.

À bênção, querida, onde quer que você esteja, ando com muitas saudades.

Because the world is round it turns me on
Because the world is round, ah

Because the wind is high it blows my mind
Because the wind is high, ah

Love is old, love is new
Love is all, love is you

Because the sky is blue, it makes me cry
Because the sky is blue, ah

Ah, ah, ah, ah

* jornalista



Comentários
Newsletter

Você quer receber notícias do domtotal em seu e-mail ou WhatsApp?

* Escolha qual editoria você deseja receber newsletter.

DomTotal é mantido pela EMGE - Escola de Engenharia e Dom Helder - Escola de Direito.

Engenharia Cívil, Ciência da Computação, Direito (Graduação, Mestrado e Doutorado).

Saiba mais!