Mundo

29/10/2020 | domtotal.com

Ataque com faca deixa três mortos e vários feridos em Nice, na França

Tragédia aconteceu menos de duas semanas depois do assassinato por decapitação de um professor em Conflans-Sainte-Honorine, por ter exibido em uma aula charges do profeta Maomé

Policiais diante da igreja Notre-Dame de Nice após o ataque com faca
Policiais diante da igreja Notre-Dame de Nice após o ataque com faca (Valery Haché/AFP)

Atualizado às 8h30

Um homem armado com uma faca atacou várias pessoas na saída da igreja de Notre-Dame, em Nice, na França, na manhã desta quinta-feira (29). De acordo com a imprensa francesa, pelo menos três pessoas morreram no ataque, duas delas dentro da igreja. Autoridades francesas falam em atentado terrorista. De acordo com o jornal francês Le Parisien, pelo menos uma das vítimas foi degolada pelo agressor, que tentou se esconder em um banheiro dentro da igreja após o ataque. O homem foi baleado e preso pela polícia.

Ainda de acordo com a publicação francesa, o prefeito de Nice, Christian Estrosi, teria afirmado que o homem, enquanto era socorrido, repetia a frase "Allahu Akbar" ("Alá é grande", em português). Em uma publicação no Twitter, Estrosi comparou o ataque em Nice ao do professor Samuel Paty, morto há 13 dias por um adolescente muçulmano após mostrar caricaturas do profeta Maomé durante uma aula.

"Treze dias depois de Samuel Paty, nosso país não pode mais estar satisfeito com leis de paz para destruir o islamo-fascismo", escreveu o prefeito de Nice. Em outra publicação, Estrosi afirma que duas pessoas foram mortas dentro da igreja e que Nice "pagou um preço muito alto, como nosso país nos últimos anos."

A unidade antiterrorista do Ministério Público francês abriu uma investigação sobre o ataque. O crime aconteceu às 9h locais (5h de Brasília) perto da basílica Notre-Dame, no centro desta cidade da Riviera Francesa.

Leia também:

De acordo com o jornal Le Figaro, as duas vítimas mortas dentro da igreja são uma mulher idosa, que teria sido quase decapitada próximo a uma pia de água benta, e um sacristão da igreja. A terceira vítima teria conseguido fugir e se refugiar em um café, mas foi morta com múltiplas facadas pelo agressor. A publicação também afirma que o agressor seria um jovem de aproximadamente 20 anos, identificado apenas como "Brahim". Ele teria dito que agiu sozinho.

O ministro do Interior, Gérald Darmanin, anunciou no Twitter uma "reunião de crise" com a participação do presidente Emmanuel Macron. Em seguida ele viajará a Nice. Muitos policiais e socorristas foram enviados para as imediações da igreja. "A situação está sob controle", afirmou um agente. O prefeito de Nice, Christian Estrosi, que seguiu de maneira imediata par ao local do ataque, disse que a França deve atuar para "eliminar o islamofascismo".

Os deputados franceses, que debatiam um novo confinamento nacional decidido na véspera e que entrará em vigor nesta quinta-feira à meia-noite, respeitaram um minuto de silêncio quando foram informados sobre o ataque. O primeiro-ministro, Jean Castex, que estava presente na Assembleia Nacional, abandonou o Parlamento ao receber a notícia.

Nice, uma cidade de pouco mais de 500 mil habitantes, foi cenário em 14 de julho de 2016 de um ataque que deixou 86 mortos no Dia da Festa Nacional, ou Dia da Bastilha.


Agência Estado/AFP/Dom Total



Comentários
Newsletter

Você quer receber notícias do domtotal em seu e-mail ou WhatsApp?

* Escolha qual editoria você deseja receber newsletter.

DomTotal é mantido pela EMGE - Escola de Engenharia e Dom Helder - Escola de Direito.

Engenharia Cívil, Ciência da Computação, Direito (Graduação, Mestrado e Doutorado).

Saiba mais!