Brasil Política

09/12/2020 | domtotal.com

Líder do Centrão, Lira lança candidatura à presidência da Câmara

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia, definiu o deputado Arthur Lira como 'candidato do Bolsonaro'

Líder do Centrão, Lira conta com o apoio do governo de Jair Bolsonaro
Líder do Centrão, Lira conta com o apoio do governo de Jair Bolsonaro (Luis Macedo/Câmara dos Deputados)

O deputado Arthur Lira (PP-AL) oficializou nesta quarta-feira (9) sua candidatura para a presidência da Câmara. Líder do Centrão, Lira conta com o apoio do governo de Jair Bolsonaro e deve rivalizar com um nome aliado do atual comandante da Casa, Rodrigo Maia (DEM-RJ).

Durante o evento, Lira tentou imprimir a marca de um político que ouve todos os lados. Ele liderou a bancada do partido por seis vezes no Congresso e foi também presidente da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ). "A voz do deputado tem de ser ouvida", disse.

O parlamentar defendeu a realização do colegiado de líderes para fazer a pauta da Câmara e disse que a relatoria dos projetos será distribuída pela proporcionalidade dos partidos. Lira defendeu ainda a maior participação das mulheres na Casa.

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), avaliou que o governo federal está "desesperado" para tomar conta do posto hoje ocupado por ele. Em entrevista coletiva, o parlamentar definiu o deputado Arthur Lira (Progressistas-AL) como "candidato do Bolsonaro" e afirmou que só existe ele até o momento como candidato a sua sucessão.

Segundo o deputado do DEM, estaria claro que o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) quer um aliado no comando da Mesa Diretora para pautar projetos no campo de costumes. "Discordo e não pautei", ressaltou.

"O governo que tem que fazer escolhas se, no período pós-eleição da Câmara, pretende continuar avançando em votações com quórum qualificado", apontou Maia. "O governo está desesperado para desorganizar de uma vez por todas a agenda do meio ambiente. De uma vez por todas interessado em flexibilizar a venda e entrega de armas neste País, entre outras agendas que desrespeitam a sociedade brasileira e as minorias", completou.

O atual presidente da Casa, no entanto, não revelou ainda qual colega receberá seu apoio para sucedê-lo a partir de fevereiro de 2021. Entre os nomes no páreo estão Marcos Pereira (Republicanos-SP), Baleia Rossi (MDB-SP), Luciano Bivar (PSL-PE) Elmar Nascimento (DEM-BA) e Aguinaldo Ribeiro (PP-PB), mas a demora de Maia para definir o candidato já começa a provocar fissuras em seu grupo.

No evento de lançamento estiveram presentes deputados da base do governo como Otoni de Paula (PSC-RJ), Filipe Barros (PSL-PR), além de liderança de outros partidos como Wellington Roberto (PL-PB), Frederico Costa (Patriotas-MG), Diego Andrade (PSD-MG), Luís Tibe (Avante-MG), Zé Silva (Solidariedade-MG) e André Ferreira (PSC-MG). Pelo Pros, participou o deputado Eros Biondi (MG).

O presidente do Progressistas, Ciro Nogueira, disse que outros partidos deverão ainda se unir, um deles é o PTB. Juntos esses partidos somam 160 candidatos.

Fontes afirmaram que há expectativa da adesão do Republicanos e do PSB. O deputado Felipe Carreras (PSB-PE) passou pelo evento, inclusive.

Wellington Roberto, líder do PL, disse que não quer que "a Câmara seja privatizada". "Tenho certeza que Arthur tem coragem para resgatar os direitos e atribuições da Câmara", afirmou.


Agência Estado



Comentários
Newsletter

Você quer receber notícias do domtotal em seu e-mail ou WhatsApp?

* Escolha qual editoria você deseja receber newsletter.

DomTotal é mantido pela EMGE - Escola de Engenharia e Dom Helder - Escola de Direito.

Engenharia Cívil, Ciência da Computação, Direito (Graduação, Mestrado e Doutorado).

Saiba mais!