Meio Ambiente

10/01/2021 | domtotal.com

Governo de São Paulo cria nova área protegida na Serra da Mantiqueira

'É a primeira área protegida criada no estado de SP, 2 anos depois do início do governo Doria', diz o ambientalista José Pedro de Oliveira Costa

As montanhas da Serra da Mantiqueira ganharam uma nova área protegida para preservar sua rica biodiversidade
As montanhas da Serra da Mantiqueira ganharam uma nova área protegida para preservar sua rica biodiversidade (SIMA-SP/Divulgação)

Duda Menegassi
((o))eco

O estado de São Paulo e a Mata Atlântica ganharam uma nova área protegida. Oficializada nesta quarta-feira (06), a criação do Monumento Natural Estadual Mantiqueira Paulista foi comemorada por ambientalistas, que há anos pleiteavam pela proteção do local. Com 10.363 hectares, a nova unidade de conservação está situada na Serra da Mantiqueira, entre os municípios de Cruzeiro e Piquete, e protege pontos icônicos como o Pico do Marins e do Itaguaré.

A discussão sobre o Monumento Natural (Mona) começou formalmente em 2015, com o início dos estudos e formação de um Grupo de Trabalho para discutir o tema, mas a proteção da Serra da Mantiqueira já é uma bandeira levantada por ambientalistas há mais de 20 anos. Ao longo de 2019, foram feitas as consultas e a audiência pública necessárias com os municípios e atores envolvidos. A criação, assinada pelo governador do estado, João Doria (PSDB), foi publicada nesta quarta-feira (6), no Diário Oficial do Estado de São Paulo, através do Decreto Estadual 65.457/2021.

"A reivindicação por uma área de proteção integral ali é antiga. E criá-la nesse atual momento tem uma importância. São exceções que mostram que a proteção à vida selvagem ainda está viva.", comemora o ambientalista José Pedro de Oliveira Costa, que foi o primeiro secretário de Meio Ambiente de São Paulo. Os limites do Mona estão sobrepostos à Área de Proteção Ambiental (APA) da Serra da Mantiqueira, que pertence ao grupo de unidades de conservação de uso sustentável e é mais permissiva ao uso direto dos recursos naturais.

Apesar de ser uma categoria de proteção integral, o Mona Mantiqueira Paulista irá permitir que nas áreas já antropizadas do território sejam desenvolvidas atividades de moradia e de produção agrossilvipastoris, "cujo manejo do solo e da água observem boas práticas, com vistas à conservação desses recursos". Existem cerca de 100 propriedades privadas no local, que representam 3,5% do total da unidade de conservação.

O meio-termo é visto com bons olhos por Zé Pedro, que aponta que monumentos naturais podem ser mais flexíveis para facilitar sua implementação e que o zoneamento será um passo fundamental.

"Eu acho que quando você faz um monumento natural numa área maior, você tem a possibilidade dessa posição intermediária. Lá já é APA, com o Monumento Natural, você tem um estágio mais avançado [de proteção]. Todas as áreas florestadas daquela região, que são muitas porque é uma das regiões mais declivosas e de beleza cênica incrível, estão garantidos como proteção integral. Ela é proteção integral e o detalhamento, de como e onde poderá ser usado, vai vir no Plano de Manejo. As áreas que são produtivas terão que se harmonizar, mas uma área protegida render benefícios para a população local é algo interessante. As áreas protegidas não devem ser inimigas da população" explica o ambientalista.

De acordo com nota da Fundação Florestal de São Paulo, órgão gestor das unidades de conservação do estado, o governo de São Paulo prevê investimentos de até R$ 2 milhões da Câmara de Compensação Ambiental (CCA) nos próximos anos para apoiar a implementação e proteção do Monumento Natural Mantiqueira Paulista.

"A partir da criação da nova unidade de conservação, as atenções se voltam para ações que visam ao ordenamento turístico na região, permitindo a criação de novas opções de trabalho de forma ordenada, seguindo a vocação natural e histórica do lugar", detalha o texto da Fundação. 

A travessia Marins-Itaguaré já é uma caminhada consolidada entre montanhistas e agora está mais protegida pelo Monumento Natural (SIMA-SP/Divulgação)A travessia Marins-Itaguaré já é uma caminhada consolidada entre montanhistas e agora está mais protegida pelo Monumento Natural (SIMA-SP/Divulgação)Primeira peça para corredor de proteção

O Monumento Natural da Mantiqueira Paulista inserido na bacia Hidrográfica do rio Paraíba do Sul, que banha os estados de São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais. O território protegido de 10.363 hectares está distribuído em dois municípios: Cruzeiro, onde está cerca de 90% da unidade de conservação, e Piquete. O Mona ajudará a proteger ecossistemas diversos como florestas de encosta, florestas e campos de altitude e candeias, remanescentes de Mata Atlântica na Serra da Mantiqueira. A nova unidade de conservação irá proteger também o habitat de 421 espécies de animais: 294 de aves, 56 de anfíbios, 40 de mamíferos e 15 de peixes.

Zé Pedro reforça que a Serra da Mantiqueira é uma área de extrema importância porque ainda detém remanescentes importantes de floresta, e que isso se reflete historicamente, afinal a serra é lar do primeiro parque do Brasil, o Parque Nacional do Itatiaia, e da primeira Área de Proteção Ambiental, a APA da Mantiqueira. "Além de ser importante ecologicamente para a biodiversidade, ela é importante porque traz água para o Vale do rio Paraíba do Sul", aponta.

Ele aponta ainda que o Monumento Natural é o primeiro passo para o objetivo maior: um corredor de cerca de 80 mil hectares de extensão de áreas de proteção integral na Serra da Mantiqueira, que conecte o Parque Estadual do Campos do Jordão ao Itatiaia.

"É a primeira área protegida criada no estado de São Paulo, dois anos depois do início do governo Doria. Então é um sinal de que a gente pode ter áreas protegidas, porque até então a gente só tinha bombardeamento. A gente viu a Secretaria de Meio Ambiente desaparecer, ser fundida com a Infraestrutura, vimos a proposta do governo de acabar com a Fundação Florestal, todas ações nocivas. E agora a gente vê um movimento positivo. Muito bom, mas que seja um primeiro passo para completar a proteção integral na Serra da Mantiqueira", conclui o antigo secretário de meio ambiente do estado paulista.

Publicado originalmente por ((o))eco.


((o))eco



Comentários
Newsletter

Você quer receber notícias do domtotal em seu e-mail ou WhatsApp?

* Escolha qual editoria você deseja receber newsletter.

DomTotal é mantido pela EMGE - Escola de Engenharia e Dom Helder - Escola de Direito.

Engenharia Cívil, Ciência da Computação, Direito (Graduação, Mestrado e Doutorado).

Saiba mais!



Outras Notícias