Religião

17/01/2021 | domtotal.com

Evangelho 2° Domingo do Tempo Comum: crer em Jesus não é o mesmo que ter uma opinião sobre ele

Se quero viver uma nova experiência do que é acreditar em Cristo, tenho que mobilizar todo o meu mundo interior

Ser cristão é 'revestir-se de Cristo', reproduzir em nós sua vida
Ser cristão é 'revestir-se de Cristo', reproduzir em nós sua vida (Unsplash/Tim Foster)

José Antonio Pagola*
RD

Isto que eu vivo é fé? Como se torna alguém mais crente? Que passos temos que dar? São perguntas que escuto frequentemente de pessoas que desejam fazer um percurso interior em direção a Jesus Cristo, mas que não sabem que caminho seguir. Cada um tem de escutar a sua própria chamada, mas a todos nós pode fazer bem recordar coisas essenciais.

Crer em Jesus Cristo não é ter uma opinião sobre ele. Falaram-me muitas vezes dele; talvez tenha lido algo sobre sua vida; atrai-me a sua personalidade; tenho uma ideia da sua mensagem. Não basta. Se quero viver uma nova experiência do que é acreditar em Cristo, tenho que mobilizar todo o meu mundo interior.

É muito importante não pensar em Cristo como alguém ausente e distante. Não ficarmos no "Menino de Belém", no "Mestre da Galileia" ou no "Crucificado do Calvário". Não o reduzir, tampouco, a uma ideia ou a um conceito. Cristo é uma "presença viva", alguém que está na nossa vida e com quem nos podemos comunicar na aventura de cada dia.

Não pretendas imitá-Lo rapidamente. Antes, é melhor penetrar numa compreensão mais íntima de sua pessoa. Deixarmo-nos seduzir pelo seu mistério. Capturar o Espírito que o faz viver de maneira tão humana. Intuir a força do Seu amor ao ser humano, sua paixão pela vida, sua ternura para com o débil, sua confiança total na salvação de Deus.

Um passo decisivo pode ser ler os evangelhos para procurar pessoalmente a verdade de Jesus. Não faz falta saber muito para entender sua mensagem. Não é necessário dominar as técnicas mais modernas de interpretação. O decisivo é ir ao fundo dessa vida a partir de minha própria experiência. Guardar suas palavras dentro do coração. Alimentar o gosto da vida com seu fogo.

Ler o evangelho não é exatamente encontrar "receitas" para viver. É outra coisa. É experimentar que, vivendo como ele, se pode viver de forma diferente, com liberdade e alegria interiores. Os primeiros cristãos viviam com esta ideia: ser cristão é "revestir-se de Cristo", reproduzir em nós sua vida. Isto é o essencial. Por isso, quando dois discípulos perguntam a Jesus: "Mestre, onde moras?, O que é viver para ti?", Ele responde-lhes: "Vinde e vereis".

Publicado originalmente em Religión Digital e traduzido para o IHU

*José Antonio Pagola é padre e tem dedicado a sua vida aos estudos bíblicos, nomeadamente à investigação sobre o Jesus histórico. Nascido em 1937, é licenciado em Teologia pela Universidade Gregoriana de Roma (1962), licenciado em Sagradas Escrituras pelo Instituto Bíblico de Roma (1965), e diplomado em Ciências Bíblicas pela École Biblique de Jerusalém (1966). Professor no seminário de San Sebastián (Espanha) e na Faculdade de Teologia do Norte de Espanha (sede de Vitória), foi também reitor do seminário diocesano de San Sebastián e vigário-geral da diocese de San Sebastián.



Comentários
Newsletter

Você quer receber notícias do domtotal em seu e-mail ou WhatsApp?

* Escolha qual editoria você deseja receber newsletter.

DomTotal é mantido pela EMGE - Escola de Engenharia e Dom Helder - Escola de Direito.

Engenharia Cívil, Ciência da Computação, Direito (Graduação, Mestrado e Doutorado).

Saiba mais!