Religião

20/01/2021 | domtotal.com

Biden convida congressistas para a igreja antes da posse

Democratas e republicanos vão participar juntos de missa em ação de graças pelo mandato do novo presidente dos EUA

Joe Biden em uma igreja de Kenosha, Wisconsin
Joe Biden em uma igreja de Kenosha, Wisconsin (JIM WATSON/AFP)

Joe Biden convidou os líderes do congresso, republicanos e democratas, para participar de uma missa com ele na manhã desta quarta-feira (20) em Washington, antes de sua cerimônia de posse, segundo fontes próximas ao presidente eleito dos Estados Unidos.

O líder dos senadores republicanos, Mitch McConnell, que foi há pouco tempo um dos aliados mais fiéis do presidente Donald Trump, aceitou comparecer à missa na catedral de San Mateo, segundo seu gabinete.

A líder democrata da Câmara dos Representantes, Nancy Pelosi; o chefe dos senadores democrata, Chuck Schumer; e o líder do grupo republicano na Câmara Baixa, Kevin McCarthy, também foram convidados para o ato.

Biden, um católico praticante de 78 anos, venceu as eleições de 3 de novembro com a promessa de "reconciliar" os Estados Unidos após as profundas divisões do governo de Trump.

Durante quatro anos, o bilionário republicano foi acusado de enfrentar os americanos, e sua cruzada contra os resultados eleitorais alimentou ainda mais as tensões.

Trump se recusa a reconhecer a derrota, alegando sem provas que foi vítima de uma fraude eleitoral e convencendo seus apoiadores mais fiéis. Um grupo deles invadiu o Congresso em 6 de janeiro para impedir a certificação da vitória de Biden.

Essa violência, que sobrecarregou os serviços de segurança do Capitólio, indignou o país e levou ao reforço das precauções na cerimônia de posse do democrata, que acontecerá em uma capital com aspecto de cidade entrincheirada.

Missa pelo presidente

Na tomada de posse do novo presidente norte-americano, o padre Jesuíta Thomas Reese presidirá esta quarta-feira, a partir das 11h (horário de Brasília), à celebração de uma Missa virtual através da plataforma Zoom.

Reese, um dos mais destacados comentadores do catolicismo nos Estados Unidos, foi um dos mais críticos da administração Trump e das suas políticas que, em seu entender, "atentavam contra os valores básicos do Evangelho e do cristianismo".


AFP/Rádio Renascença/Dom Total



Comentários
Newsletter

Você quer receber notícias do domtotal em seu e-mail ou WhatsApp?

* Escolha qual editoria você deseja receber newsletter.

DomTotal é mantido pela EMGE - Escola de Engenharia e Dom Helder - Escola de Direito.

Engenharia Cívil, Ciência da Computação, Direito (Graduação, Mestrado e Doutorado).

Saiba mais!