Brasil

20/01/2021 | domtotal.com

Apesar de tantos pesares, um fio de esperança

Negacionismo se infiltrou na mente de muitos brasileiros, mas vacinação ainda é desejo da maioria

Comemoração no início da vacinação em Caruaru
Comemoração no início da vacinação em Caruaru (Prefeitura de Caruaru)

Isabela Amorim Santiago*

Diversas coisas me deixam indignada quando penso que sou brasileira.

Me indigna o fato de que essa terra cheia de riquezas foi "fundada" com o sangue de negros escravizados e indígenas exterminados em prol da ganância do "nobre" europeu. Me indigna esse passado colonial que ainda se perpetua em diversos espaços da sociedade e até mesmo nos padrões comportamentais – deixando passar o racismo nosso de cada dia velado sob a fantasia de que o Brasil é uma democracia racial.

Me indigna o fato de que pessoas foram eliminadas graças a um regime ditatorial cruel e que parte delas nem sequer chegou a ser devolvida aos seus entes queridos para uma despedida digna. Um regime voraz em relação a qualquer um que lhe fosse oposição – afinal de contas, o que era contrário não merecia sequer o direito à vida.

Me indigna como grande parte dos nossos políticos são eleitos com promessas de melhorias para os seus respectivos municípios, estados e até país e acabam desperdiçando todos os recursos públicos em prol de si mesmos. Me indigna ver a pobreza escancarada nos grandes centros urbanos e nas regiões periféricas enquanto pouquíssimos esbanjam milhões em efemeridades.

Me indigna ter a frente da minha nação um presidente movido pelo ódio que desrespeita todos aqueles que lhes são contrários e não age como chefe da nação, mas como um verdadeiro déspota – só ele tem a razão. Quem diz o contrário é petista ou, pior ainda, comunista (uma alcunha no mínimo engraçada para se referir a um sistema que nunca chegou a ser verdadeiramente estabelecido em nenhum país do mundo).

Mas hoje me sinto ainda mais indignada por ver o movimento que esse mesmo homem tem feito para deslegitimar tudo o que parece trazer um pouco de luz às nossas vidas. Os jornalistas viraram seus inimigos, já que "atacam" constantemente o capitão que mal consegue governar a própria língua. Movido pelo ódio a tudo aquilo que lhe contradiz, o presidente passou a atacar também a ciência quando preferiu a retórica do vizinho norte-americano a seguir as indicações de seus antigos ministros da Saúde – ambos médicos, diga-se de passagem.

Quase um ano desde que a pandemia se instalou em todo o planeta, o Brasil já contabiliza o triste número de 210 mil mortos. Em meio a tanta tristeza, surge, porém, a esperança alardeada com a chegada da vacina. Mas como reverter todo um discurso negacionista que se infiltrou na cabeça de tantos brasileiros que foram levados a desacreditar na ciência e crerem apenas no que é dito pelo "mito"?

Apesar disso, segundo a pesquisa do Ipsos Global Advisor, feita em associação com o Fórum Econômico Mundial, ainda somos a segunda nação mais propensa a se vacinar contra o novo coronavírus (de acordo com os dados de dezembro, 78% dos brasileiros desejam se vacinar contra a Covid-19).

Oxalá que essa disposição para a vacinação se concretize e, mais que isso, que não falte vacina gratuita para nenhum brasileiro. E, se é possível ter esperança, que esse nosso passado sombrio, marcado por diversos tipos de violência torne-se cada vez mais distante; e que sejamos capazes de nos recriar como sociedade mais justa, mais honesta, mais igualitária e respeitosa, sem negligenciar as nossas necessidades e diferenças, e sem nunca duvidar de algo tão elementar e necessário como a ciência.

*Isabela Amorim Santiago é formada em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo e Relações Públicas pela UFMG. Atualmente integra a equipe de jornalismo do Dom Total.

O texto reflete a opinião pessoal do autor, não necessariamente do Dom Total. O autor assume integral e exclusivamente responsabilidade pela sua opinião.



Comentários
Newsletter

Você quer receber notícias do domtotal em seu e-mail ou WhatsApp?

* Escolha qual editoria você deseja receber newsletter.

DomTotal é mantido pela EMGE - Escola de Engenharia e Dom Helder - Escola de Direito.

Engenharia Cívil, Ciência da Computação, Direito (Graduação, Mestrado e Doutorado).

Saiba mais!



Outros Artigos