Brasil Política

20/01/2021 | domtotal.com

Maia vai conversar com embaixador da China para tentar liberar insumos para o Brasil

Presidente da Câmara criticou o presidente Jair Bolsonaro por inicialmente recusar a vacina do Butantan

A demora na entrega desses insumos ameaça o calendário de imunização.
A demora na entrega desses insumos ameaça o calendário de imunização. (Najara Araújo/Câmara)

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), reafirmou, por meio de suas redes sociais, que a compra de vacinas é um problema a ser enfrentado pelo governo. Maia reiterou o que havia falado em dezembro sobre as compras do imunizante. Segundo ele, o governo viu a sua manifestação como uma crítica de um adversário político.

"Uma pena que o governo brasileiro tenha visto a manifestação como uma crítica de um adversário político e não como um problema grave a ser enfrentado", disse.

Embaixador da China

Nesta quarta-feira (20), o presidente da Câmara vai se encontrar com o embaixador da China no País, Yang Wanming, para discutir o atraso no envio de insumos para a fabricação de vacinas no Brasil. A demora na entrega desses insumos ameaça o calendário de imunização.

Na segunda, Maia criticou o presidente Jair Bolsonaro por inicialmente recusar a vacina do Butantã. "O presidente afirmou que não compraria, mas na hora da verdade, a coragem não é tão grande. É corajoso até uma parte da história, pelo menos, apesar do papelão do ministro Pazuello [Saúde], agora querendo capturar o tema das vacinas. Pelo menos compraram as vacinas e, para nossa felicidade, 6 milhões estarão imunizados nas próximas semanas", disse.


Agência Câmara



Comentários
Newsletter

Você quer receber notícias do domtotal em seu e-mail ou WhatsApp?

* Escolha qual editoria você deseja receber newsletter.

DomTotal é mantido pela EMGE - Escola de Engenharia e Dom Helder - Escola de Direito.

Engenharia Cívil, Ciência da Computação, Direito (Graduação, Mestrado e Doutorado).

Saiba mais!