Brasil

04/02/2021 | domtotal.com

Vocalista do grupo Molejo nega acusação de estupro contra bailarino

A Polícia Civil do Rio de Janeiro vai investigar o caso

Pagodeiro seria empresário do dançarino
Pagodeiro seria empresário do dançarino (Reprodução Instagram)

O músico Anderson Leonardo, vocalista do grupo de pagode Molejo, é acusado de estupro pelo cantor e dançarino Maycon Douglas Pinto de Nascimento Adão, o MC Maylon, de 21 anos. Conforme o dançarino, o abuso teria ocorrido em dezembro de 2020 em um hotel da zona Oeste do Rio de Janeiro, mas só foi revelado nessa quarta-feira (3). Em nota, Anderson nega o crime.

“Em mais de 30 anos de vida pública, jamais tivera seu nome ligado a qualquer ato criminoso ou que viesse a desabonar ou macular a sua imagem e carreira, seja de sua vida profissional ou pessoa”, diz o texto divulgado pela assessoria de Anderson.

No boletim de ocorrência, MC Maylon, que diz ser empresariado pelo vocalista do Molejão, afirma que na noite do dia 11 de dezembro saiu de casa para encontrar-se com Anderson, com quem conversaria "sobre a sua carreira artística" em um clube na Taquara, zona Oeste do Rio. Chegando lá, o dançarino conta que foi até o carro de Anderson e disse que conversou com a mulher dele por telefone para contar que uma bota estragou num show.

Ainda conforme o dançarino, Anderson não teria gostado do contato direto com sua esposa. Por isso, teria decidido aplicar-lhe um castigo. Anderson, então, teria dirigido direto para o hotel.O denunciante afirma que, dentro do quarto, Anderson o empurrou na cama e ordenou que sentasse. Ele narra que o pagodeiro, então, tirou a roupa e deu dois tapas em seu rosto, forçando-o a ter relação sexual.

A narrativa continua, com afirmação de mais agressões e xingamentos. O rapaz diz ter desmaiado e, quando acordou, estava em uma rua próxima ao estabelecimento.

Em um vídeo publicado nas redes sociais, MC Maylon, que tem uma tatuagem de Anderson em um dos braços, disse que tinha o sonho de casar virgem. "Eu queria ter me casado virgem e ele acabou com o meu sonho".  

Confira a nota de Anderson Leonardo:

O Cantor [Anderson Leonardo] foi surpreendido, assim como todos, com o que foi veiculado na imprensa na data de hoje, não tendo qualquer conhecimento acerca do publicado em redes sociais ou mesmo em sede policial, vez que não foi intimado para prestar quaisquer informações, pelo que, não teve nem mesmo ciência do que consta do registro de ocorrência.

Esclarece ainda que lamenta profundamente as declarações envolvendo seu nome, refutando qualquer ato de violência contra quem quer que seja, negando categoricamente à acusação completamente falsa de agressão sexual feita em seu desfavor.

Ressalta, outrossim, que em mais de 30 anos de vida pública, jamais tivera seu nome ligado a qualquer ato criminoso ou que viesse a desabonar ou macular a sua imagem e carreira, seja de sua vida profissional ou pessoal.

Informa também que conhece a suposta vítima, mas jamais praticou os atos veiculados na imprensa, inclusive, tem conhecimento que a suposta vítima já esteve presente em diversas apresentações artísticas do Cantor, em ocasiões posteriores à falaciosa alegação, o que demonstra, claramente, que a narrativa publicada nunca ocorreu.

Assim, o cantor esclarece, por meio de sua assessoria, que os fatos publicados não são verdadeiros, repudiando veementemente os profissionais que praticam o jornalismo inverídico, sensacionalista e desarrazoado.



Comentários
Newsletter

Você quer receber notícias do domtotal em seu e-mail ou WhatsApp?

* Escolha qual editoria você deseja receber newsletter.

DomTotal é mantido pela EMGE - Escola de Engenharia e Dom Helder - Escola de Direito.

Engenharia Cívil, Ciência da Computação, Direito (Graduação, Mestrado e Doutorado).

Saiba mais!