Brasil

15/02/2021 | domtotal.com

Vagas para rapazes de família

Há detalhes, coisas, objetos, construções e pessoas que sobrevivem a toda e qualquer ação do tempo

Fico cá a pensar quantas histórias essas pensões para
Fico cá a pensar quantas histórias essas pensões para "rapazes de família" guardam no correr dos anos (Laura Fuhrman / Unsplash)

Olhando fotos antigas, ou nem tanto, descubro casinhas ainda espalhadas por São Paulo, Belo Horizonte e Rio de Janeiro onde sobrevivem em pandarecos pensões para rapazes de família, seja lá o que for isso. Quem anuncia o pré-requisito são plaquinhas geralmente modestas e singelas que nada mais dizem além disso : "Há vagas para rapazes de família".

Meu próprio falecido pai era egresso de uma dessas pensões no bairro da Liberdade, São Paulo, quando o bairro ainda não era reduto oriental. Ele vinha do interior e a partir dali arrumou emprego, casa e família, pois conheceu nas vizinhanças, provavelmente debruçada na janela, minha bela mãezinha na flor dos seus 19, 20 aninhos. Apesar de ser essa uma outra história, fico cá a pensar quantas histórias essas pensões para "rapazes de família" guardam no correr dos anos.

Para minha estupefação total descobri recentemente que apesar do crescimento da Liberdade, sua verticalização e descaracterização, a pensão que meu pai morou, segue viva e aparentemente bem disposta. Imagino quantas histórias ela acumulou nesses mais de 60 anos onde está de pé no mesmo lugar.

Há detalhes, coisas, objetos, construções e pessoas que sobrevivem a toda e qualquer ação do tempo. Como se o tempo só lhes contornasse e não provocasse nenhuma ação daninha. Na minha relação de amizades virtuais há dois ou três amigos que se dedicam lindamente a fotografar construções antigas que parecem imunes à ação do tempo. Sobradinhos, casas térreas, pequenos prédios que guardam tantas e tamanhas histórias que fazem esse cronista pensar como pode haver gente que escreve dizer que às vezes lhes falta assunto. Com certeza não percorreram a pé sequer o quarteirão onde moram.

Ricardo Soares é escritor, jornalista e roteirista. Publicou 9 livros, dirigiu 12 documentários

O texto reflete a opinião pessoal do autor, não necessariamente do Dom Total. O autor assume integral e exclusivamente responsabilidade pela sua opinião.

TAGS




Comentários
Newsletter

Você quer receber notícias do domtotal em seu e-mail ou WhatsApp?

* Escolha qual editoria você deseja receber newsletter.

DomTotal é mantido pela EMGE - Escola de Engenharia e Dom Helder - Escola de Direito.

Engenharia Cívil, Ciência da Computação, Direito (Graduação, Mestrado e Doutorado).

Saiba mais!



Outros Artigos

Não há outras notícias com as tags relacionadas.