Cultura TV

16/02/2021 | domtotal.com

BBB: Crônica de um paredão anunciado

Me engana que eu gosto

Nego Di e Sérgio Moro serão eliminados, enquanto Bethânia fica mais forte
Nego Di e Sérgio Moro serão eliminados, enquanto Bethânia fica mais forte (Divulgação/Globo - Globoplay - Lula Marques)

Alexis Parrot*

Na semana passada usei este espaço para questionar a imparcialidade da Globo no BBB e, de lá para cá, as suspeitas só aumentaram.

Naquela altura, Karol Conká só escaparia do paredão se ganhasse a liderança; uma vez na berlinda, seria eliminada sumariamente pelo voto popular. Em um golpe do destino (ou do Boninho?), conseguiu se sagrar líder em uma prova de sorte, após uma conversa no confessionário com "pessoas grandes" do programa – como ela mesma deixou escapar.

É fato que hoje à noite, Nego Di será eliminado. Porém, foi também uma manobra da direção do programa a responsável por colocá-lo nesta posição. Escolhido pela indicada da líder e sem prova bate e volta (portanto, sem chance de salvação), o autoproclamado humorista gaúcho foi enredado na crônica de um paredão anunciado.

Não é preciso ser gênio para saber quem Conká e Sarah, respectivamente, escolheriam e quem sairia perdendo no confronto (votado pela casa, Fiuk entrou de gaiato na história; poderia ser qualquer um, o resultado seria o mesmo).

Por mais que seja uma eliminação merecida, incomoda a interferência de Boninho e equipe, principalmente a respeito de Conká e Projota. Em um jogo com dados viciados, todo mundo perde – menos o dono do cassino.

Tchau, guri

Nego Di sairá hoje do BBB recordista em desaprovação do público (Conká e Lumena ainda conseguirão superá-lo?). Fofoqueiro e dissimulado, viu até Projota se distanciar nesta reta final de jogo, pré-eliminação. Se a atuação como jogador impressionou negativamente, revoltante mesmo foi o que conseguimos vislumbrar de suas opiniões – por mais que quisesse se passar por bom moço.

Em discussão com Lucas, questionou a militância estudantil do brother, dizendo que ele "defende vagabundos". Em outra ocasião, se mostrou adepto da teoria do "olho por olho, dente por dente", ao afirmar que "matou, tem que morrer".

Quem tiver a curiosidade de conhecer um pouco sobre o seu pretenso trabalho de comediante, irá igualmente se decepcionar (mas não se surpreender). Há vários vídeos publicados no youtube de quando participava de um programa de rádio do grupo RBS no Rio Grande do Sul.

Lumena – que defendeu no BBB com tanta veemência o respeito às mulheres transexuais – não vai gostar se souber que o futuro ex-aliado acha estar fazendo graça quando se refere às trans como "mulher androide" ou "mulher genérica" em suas performances radiofônicas.   

Foi demitido da rádio em meados do ano passado, após postar um vídeo nas redes sociais ameaçando espancar e estuprar um comediante do sudeste que fez piada com um churrasqueiro gaúcho. Vai dizer que a Globo não sabia disso tudo ao contratá-lo?

Saindo da casa na noite de hoje, pode ir tranquilamente integrar a equipe de Bolsonaro em Brasília.

O povo no paredão

Vivemos por aqui uma pandemia que voltou a matar mais de mil pessoas por dia e sonhamos com uma vacina que chega não em doses, mas a conta-gotas; novas mensagens da Vaza Jato são reveladas, reforçando as relações ilegais entre Sérgio 'não me lembro' Moro e os procuradores da República de Curitiba, prestes a ruir em definitivo.

De maneira inédita, o candidato que alcançou o segundo lugar na última eleição presidencial anuncia sua pré-candidatura a quase dois anos do próximo pleito, enquanto o presidente é acusado de potencializar a letalidade do Coronavírus, além de ser alvo de nada menos que 70 pedidos de impeachment. 

O Brasil está pegando fogo e caindo pelas tabelas e, mesmo assim, só se fala do Big brother.

O programa mais medíocre da TV brasileira é a grande sensação do verão, justamente na edição em que se apresenta mais perverso, por diversos motivos. Catarse ou alienação? Qualquer uma das opções sinaliza o mesmo diagnóstico: em frente à televisão está sentado um país maltratado e desamparado.  

Bethania: a live das lives

Em 13 de fevereiro de 1965 Maria Bethania fazia sua estreia profissional no lendário show Opinião, com João do Valle e Zé Keti. Substituindo Nara Leão, subiu ao palco para nunca mais deixá-lo.

Exatos 56 anos depois, no último sábado, finalmente nossa intérprete maior se rendeu e deu o ar da graça no território das lives. Se nas apresentações remotas durante a pandemia o irmão Caetano cantou com os filhos e para os filhos, Bethania escolheu se apresentar somente para nós.

Acompanhada de cordas e percussão, conjugou música e poesia com manifesto político ("Eu quero vacina, respeito, verdade e misericórdia", disse); exortou a água como metáfora de cura em um par de canções; festejou o carnaval que não houve este ano planejando brincar em dobro em 2022 (foi também em um 13 de fevereiro que desfilou na Mangueira campeã que cantava os doces bárbaros).

Deixou clara a falta que sente do encontro com o público e firmou fé de estarmos juntos novamente em breve – emendando Onde estará o meu amor, de Chico César ("Como esta noite findará/ O sol então rebrilhará...), com Gostoso demais, de Dominguinhos ("Tô com saudade de tu, meu desejo...).

Com o arrebatamento de Gonzaguinha, abriu e encerrou o recital, primeiro com Explode coração e ao final com O que é o que é (logo após o Sonho impossível, versão de Chico Buarque e Ruy Guerra para a música tema do Homem de La Mancha – "vai ter fim a infinita aflição...").  

Nesta noite de plenitude com Bethania, a esperança jorrava – e a ela só temos que agradecer por avivar também em nós este sentimento.

(LIVE MARIA BETHANIA: disponível no Globoplay)

Frase da semana

De Woody Allen, em entrevista no Conversa com Bial, sobre o sentido da vida:

"Você pode buscar por alento em qualquer canto, seja por meio da arte, da família ou da religião, tanto faz... Mas a verdade é que está se enganando – é um mau negócio e o desfecho será horrível."

*Alexis Parrot é crítico de TV, roteirista e jornalista. Escreve às terças-feiras para o DOM TOTAL.



Comentários
Newsletter

Você quer receber notícias do domtotal em seu e-mail ou WhatsApp?

* Escolha qual editoria você deseja receber newsletter.

DomTotal é mantido pela EMGE - Escola de Engenharia e Dom Helder - Escola de Direito.

Engenharia Cívil, Ciência da Computação, Direito (Graduação, Mestrado e Doutorado).

Saiba mais!