Coronavírus

10/03/2021 | domtotal.com

Setor de produção de vacinas demonstra preocupação com falta de insumos

Na realidade, são necessários ingredientes em quantidades sem precedentes, além de vidro para frascos, plástico e até tampas, em um momento em que as cadeias globais de abastecimento sofrem perturbações com a pandemia

A pandemia de Covid-19 matou mais de 2,6 milhões de pessoas desde o final de dezembro de 2019, gerando uma demanda sem precedentes por vacinas
A pandemia de Covid-19 matou mais de 2,6 milhões de pessoas desde o final de dezembro de 2019, gerando uma demanda sem precedentes por vacinas Foto (AFP)
Profissional de saúde prepara vacina AstraZeneca Covid-19 no hospital universitário em Halle / Saale, leste da Alemanha, em 12 de fevereiro de 2021
Profissional de saúde prepara vacina AstraZeneca Covid-19 no hospital universitário em Halle / Saale, leste da Alemanha, em 12 de fevereiro de 2021 Foto (Jens Schulueter/AFP)

Ingredientes, vidro para os frascos, plástico, tampas... a falta de insumos na cadeia de produção de vacinas anticovid preocupa os principais atores do setor, que pediram nessa terça-feira (9) que os obstáculos à sua comercialização sejam removidos.

Os parceiros do sistema Covax (OMS, Aliança para vacinas Gavi e Cepi, seu braço de pesquisa), a Federação Internacional da Indústria Farmacêutica (IFPMA), mas também fabricantes de países em desenvolvimento, especialistas e governos, se reuniram na segunda e na terça numa mesa virtual para discutir os desafios na produção em larga escala das vacinas.

A indústria farmacêutica espera produzir 10 bilhões de doses de vacinas este ano, o dobro da capacidade de fabricação de 2019, todas as vacinas combinadas.

"Este é o maior aumento de produção que o mundo já viu", disse Thomas Cueni, diretor-geral da IFMPA, o lobby dos grupos farmacêuticos, após a reunião. "Não é surpreendente que tenhamos visto alguns empecilhos", acrescentou.

A pandemia de Covid-19 matou mais de 2,6 milhões de pessoas desde o final de dezembro de 2019, gerando uma demanda sem precedentes por vacinas.

Para fabricar essas doses, são necessários ingredientes em quantidades sem precedentes, além de vidro para frascos, plástico e até tampas, em um momento em que as cadeias globais de abastecimento sofrem perturbações pela pandemia.

"Vimos nas últimas semanas e meses um aumento nas tensões nas cadeias de suprimentos", disse Richard Hatchett, diretor do Cepi. "As empresas estão começando a reportar escassez pontual de materiais essenciais, matérias-primas, e até equipamentos necessários para a fabricação das vacinas", acrescentou.

Ele apontou, em particular, para o fato de alguns países quererem "impor controles sobre as exportações, como os Estados Unidos fizeram com o Defense Production Act". "Esses mecanismos podem criar problemas reais", comentou.

Em um comunicado, apelaram à promoção da livre circulação de mercadorias e mão de obra. Também encorajam transferências de tecnologia e parcerias de produção entre laboratórios e fabricantes de vacinas, como a AstraZeneca com o Serum Institute of India.

No entanto, não é feita menção à proposta da Índia e da África do Sul de um levantamento temporário das patentes submetidas à Organização Mundial do Comércio (OMC), pedido denunciado pelos laboratórios.

"Todos aqueles que conhecem a fabricação de vacinas sabem que a propriedade intelectual não é responsável pelos gargalos, mas sim a escassez de ingredientes e matérias-primas", declarou o chefe do IFPMA.

Presente na reunião, a novo chefe da OMC, Ngozi Okonjo-Iweala, pediu aos fabricantes de vacinas que aumentem a produção nos países em desenvolvimento, por meio de acordos de licenciamento.

Dados os anos necessários para construir novas instalações, a nigeriana apelou a "tirar o máximo partido das capacidades de produção existentes e reorganizá-las", uma reconversão que pode ser feita em seis ou sete meses de acordo com a OMC.

Okonjo-Iweala também pediu aos países que retirassem as restrições comerciais introduzidas no contexto da pandemia. Mesmo que tenham diminuído, continuam presentes em pelo menos 60 países, explicou ela.


AFP



Comentários
Newsletter

Você quer receber notícias do domtotal em seu e-mail ou WhatsApp?

* Escolha qual editoria você deseja receber newsletter.

DomTotal é mantido pela EMGE - Escola de Engenharia e Dom Helder - Escola de Direito.

Engenharia Cívil, Ciência da Computação, Direito (Graduação, Mestrado e Doutorado).

Saiba mais!