Brasil Cidades

31/03/2021 | domtotal.com

Onda roxa será prorrogada até 11 de abril em 13 regiões de Minas Gerais

Estado segue com número elevado de mortos em decorrência da Covid-19

Praça Floriano Peixoto, na zona Leste de BH, foi fechada em razão do agravamento da pandemia
Praça Floriano Peixoto, na zona Leste de BH, foi fechada em razão do agravamento da pandemia (Rômulo Ávila)

A onda Roxa do Programa Minas Consciente será prorrogada até 11 de abril em 13 das 14 macrorregiões de saúde do estado. A decisão de manter as restrições mais duras foi tomada nesta quarta-feira (31) pelo Comitê Extraordinário Covid-19 do governo de Minas Gerais.

A macrorregião Triângulo Norte, primeira a entrar na onda roxa, será única a regredir para a fase vermelha.

Minas Gerais registrou nesta quarta-feira (31) 417 mortes em decorrência da Covid-19 em 24 horas. Conforme boletim epidemiológico da Secretaria de Estado de Saúde,  o estado tem 24.332 óbitos confirmados desde o início da pandemia.  É a segunda vez que o Minas registra mais de 400 mortes de um dia para outro. O recorde de óbitos ocorreu no último sábado (27), quando 479 pessoas perderam a vida.

O boletim aponta também 12.020 novos casos confirmados nas últimas 24 horas, totalizando 1.123.913 infecções. 93.900 pessoas em acompanhamento e outras 1.005.681 se recuperaram da doença.

Até o momento, 1.321.754 pessoas receberam a primeira dose das vacinas contra a covid-19 em Minas 518.624 tomaram a segunda. Foram distribuídas 3.411.495 doses aos municípios do estado.

Segurança

Mesmo com vários idosos ainda esperando a vacinação, o governador Romeu Zema (Novo) anunciou nesta quarta-feira (31) inclusão dos trabalhadores das Forças de Segurança no grupo de prioridade para receber a vacina.

De acordo com a nota técnica nº297/2021, ficou estabelecido que será antecipado o envio de um quantitativo de doses de vacinas de maneira escalonada e proporcional, direcionado exclusivamente para a vacinação dos profissionais das Forças de Segurança, Salvamento e Forças Armadas.

“Essa é uma conquista importante, que atende a um pedido que fiz, e que recebeu o apoio de vários colegas governadores. O Ministério da Saúde acolheu o pleito e esse grupo será vacinado, de forma escalonada, já na entrega dos próximos lotes de vacinas. Seguiremos trabalhando para que as vacinas cheguem com agilidade para todos os mineiros”, afirmou Romeu Zema.

A nota técnica traz os critérios de prioridade e orienta que os trabalhadores da Segurança pública e Forças Armadas que não se enquadram nas atividades de linha de frente deverão ser vacinados de acordo com o andamento da campanha nacional de vacinação contra Covid-19.

No grupo prioritário das Forças de Segurança estão os trabalhadores envolvidos no atendimento e transporte de pacientes, resgates e atendimento pré-hospitalar, ações de vacinação contra Covid-19, ações de vigilância das medidas de distanciamento social, com contato direto e constante com o público independentemente da categoria.

Novos critérios

Na reunião feita com o Comitê Gestor nacional de enfrentamento da pandemia, na semana passada, Romeu Zema também pediu prioridade no calendário aos professores, além dos policiais.

“Minas Gerais e outros estados solicitaram que o Plano Nacional de Imunização altere o calendário nacional para atender essas categorias, que são tão importantes”, disse o governador.

Na ocasião, Romeu Zema propôs empenho internacional imediato para que sejam comprados medicamentos e vacinas. Uma alternativa é o esforço diplomático com países que contam com sobras de doses, no momento. O governador também ressaltou a importância de medidas de apoio ao setor produtivo e necessidade de pensar alternativas para atrair profissionais da Saúde.


Dom Total



Comentários
Newsletter

Você quer receber notícias do domtotal em seu e-mail ou WhatsApp?

* Escolha qual editoria você deseja receber newsletter.

DomTotal é mantido pela EMGE - Escola de Engenharia e Dom Helder - Escola de Direito.

Engenharia Cívil, Ciência da Computação, Direito (Graduação, Mestrado e Doutorado).

Saiba mais!