Brasil

16/04/2021 | domtotal.com

Charco

Criaturas dos charcos mais fundos da nação habitam temporariamente nossos pensamentos

No cenário em que nos encontramos, o que temos mesmo são 'charcódromos' espalhados por todo território nacional
No cenário em que nos encontramos, o que temos mesmo são 'charcódromos' espalhados por todo território nacional (Unsplash/Vidar Nordli-Mathisen)

Eleonora Santa Rosa*

Ouvindo, a contragosto, a gravação da conversa de Kajuru com aquele que não deve ter o nome escrito sob pena de sujar o papel, a primeira impressão que tive foi o charco em que se transformou a política praticada por esses seres.

Na esteira, ocorreram-me músicas, poemas, obras artísticas contundentes, que expressam esse tipo de gente, melhor do que qualquer comentário que poderia fazer. Atemporais, cáusticas, críticas, mesmo que fortes, ainda muito longe do abuso criminoso que sofremos, particularmente nessa triste quadra do século 21, onde o Brasil virou motivo de chacota, pena, discriminação e/ou ojeriza internacional dada a política genocida adotada pelo cruel.

Embora tenhamos mais um tempo a cumprir nesse périplo de expiação e purgação, haveremos de nos refundar de alguma forma, haveremos de nos reinventar como país.

Por ora, essas criaturas do charco, extraídas dos pântanos mais fundos do interior da nação, que habitam, temporariamente, nossos pensamentos e cotidiano, ainda nos farão corar de vergonha e horror, como o velho sábio Brizola já predizia:

"Estou pensando em criar um vergonhódromo para políticos sem-vergonha, que ao verem a chance de chegar ao poder esquecem os compromissos com o povo".

Imagina se vivo estivesse, teria de construir vergonhódromos de norte a sul.

Na verdade, observando o cenário em que nos encontramos, o que temos mesmo são 'charcódromos' espalhados por todo território nacional.

As obras artísticas ficam para a semana vindoura.

*Eleonora Santa Rosa - Jornalista, gestora e empreendedora cultural, foi Secretária de Estado de Cultura de Minas Gerais. Ex-diretora do Centro de Estudos Históricos e Culturais da Fundação João Pinheiro, exerceu diversas funções públicas ao longo de sua trajetória de mais de 35 anos de trabalho. Recentemente, de novembro de 2017 a novembro de 2019, dirigiu o Museu de Arte do Rio - MAR. Estrategista Cultural, concebeu, coordenou e implantou diversos projetos, programas, iniciativas e equipamentos culturais de repercussão nacional. É fundadora e diretora do Santa Rosa Bureau Cultural, prestando assessoria e consultoria cultural nos mais diversos segmentos, tanto públicos como privados. Autora do livro Interstício

O texto reflete a opinião pessoal do autor, não necessariamente do Dom Total. O autor assume integral e exclusivamente responsabilidade pela sua opinião.



Comentários
Newsletter

Você quer receber notícias do domtotal em seu e-mail ou WhatsApp?

* Escolha qual editoria você deseja receber newsletter.

DomTotal é mantido pela EMGE - Escola de Engenharia e Dom Helder - Escola de Direito.

Engenharia Cívil, Ciência da Computação, Direito (Graduação, Mestrado e Doutorado).

Saiba mais!



Outros Artigos