Economia

08/05/2021 | domtotal.com

Pandemia de Covid coloca 230 milhões de indianos à pobreza, afirma estudo

Mulheres e jovens são os mais atingidos e previsão é que a crise pode se agravar

Mulher carrega tijolos emterreno que está sendo convertido em um centro de cuidados para coronavírus, em Nova Delhi
Mulher carrega tijolos emterreno que está sendo convertido em um centro de cuidados para coronavírus, em Nova Delhi (Taussef Mustafa/AFP)

Um estudo da Universidade Azim Premji, com sede em Bangalore, na Índia, constatou que cerca de 230 milhões de indianos passaram a viver na pobreza devido à pandemia do coronavírus, sendo os jovens e as mulheres os mais afetados, enquanto a segunda onda de infecções ameaça piorar a situação.

O confinamento rigoroso implementado por meses na Índia deixou cerca de 100 milhões de pessoas desempregadas, de acordo com o relatório, e cerca de 15% não conseguiram encontrar um novo emprego.

As mulheres estão em pior situação, com uma taxa de desemprego que atingiu 47% depois que as restrições ao coronavírus foram suspensas, de acordo com o estudo divulgado na quarta-feira.

O relatório, que definiu as pessoas na pobreza como aquelas que vivem com menos de 375 rúpias (R$ 26,2) por dia, especificou que "embora a renda tenha caído em todos os âmbitos e de forma generalizada, a pandemia atingiu as famílias mais pobres com muito mais força".

A terceira maior economia da Ásia já estava sofrendo uma desaceleração prolongada antes mesmo da chegada da Covid-19 e a crise econômica que a acompanhou.

Muitas famílias tiveram que enfrentar a perda de renda gastando menos com alimentos e endividando-se, e alarmantes 20% dos entrevistados revelaram que a ingestão de alimentos não havia melhorado nem mesmo seis meses após o início da pandemia.

O confinamento do ano passado desencadeou um enorme êxodo de milhões de trabalhadores migrantes voltando para suas aldeias de origem, com muitos planejando retornar após a reabertura da economia.

Mas uma em cada três pessoas com menos de 25 anos não conseguiu encontrar um novo emprego depois de ficar desempregada devido ao confinamento, de acordo com o relatório da universidade.

Enquanto uma segunda onda mortal do vírus sobrecarrega os hospitais e causa mais restrições à atividade econômica em muitas partes do país, milhões de indianos - cujas vidas já são precárias - provavelmente verão sua condição piorar.

"Constatamos que um o apoio governamental adicional é urgentemente necessário por dois motivos: para compensar as perdas sofridas durante o primeiro ano e para antecipar o impacto da segunda onda", resume o estudo.


AFP/Dom Total



Comentários
Newsletter

Você quer receber notícias do domtotal em seu e-mail ou WhatsApp?

* Escolha qual editoria você deseja receber newsletter.

DomTotal é mantido pela EMGE - Escola de Engenharia e Dom Helder - Escola de Direito.

Engenharia Cívil, Ciência da Computação, Direito (Graduação, Mestrado e Doutorado).

Saiba mais!