Direito

30/05/2021 | domtotal.com

Uber anuncia acordo com sindicato britânico para representar 70 mil motoristas

Com parceria, trabalhadores terão a liberdade de escolher se, quando e para onde dirigir para a empresa

A Uber reconheceu oficialmente o sindicato - que conta com 620 mil membros em vários setores - após uma decisão da Suprema Corte do Reino Unido em fevereiro de 2021
A Uber reconheceu oficialmente o sindicato - que conta com 620 mil membros em vários setores - após uma decisão da Suprema Corte do Reino Unido em fevereiro de 2021 (Josh Edelson/AFP)

A Uber anunciou um acordo "histórico" com o sindicato britânico GMB para a representação de 70 mil motoristas da gigante norte-americana do transporte de passageiros no Reino Unido.

"A Uber e o GMB vão unir forças para melhorar os padrões de trabalho flexível no setor", disse o grupo dos Estados Unidos em um comunicado. "Por meio de um acordo de negociação coletiva, o sindicato representará os motoristas em todo o Reino Unido", afirma o texto.

Os trabalhadores "terão a liberdade de escolher se, quando e para onde dirigir (pela Uber), e terão a opção de serem representados pelo GMB", acrescentou. Como parte do acordo, o GMB e a Uber irão negociar salário mínimo, férias remuneradas, planos de aposentadoria e outros aspectos como cobertura de saúde e segurança do motorista.

"Este grande acordo entre GMB e Uber pode significar um primeiro passo em direção a condições de trabalho mais justas para milhões de pessoas", disse Mick Rix, chefe nacional do GMB, que representa os interesses de 620 mil trabalhadores no país.

"Embora Uber e GMB não pareçam aliados à primeira vista, sempre concordamos que os motoristas são a prioridade", declarou Jamie Heywood, um dos chefes europeus da Uber.

A Uber já reconheceu em março o status de trabalhadores assalariados de seus 70 mil motoristas no Reino Unido, com direito a um salário mínimo e férias pagas, uma inovação mundial para a empresa, que até então considerava esses motoristas como autônomos. Assim, a plataforma reagiu rapidamente depois que a Suprema Corte rejeitou seus argumentos a respeito do tema.


AFP



Comentários
Newsletter

Você quer receber notícias do domtotal em seu e-mail ou WhatsApp?

* Escolha qual editoria você deseja receber newsletter.

DomTotal é mantido pela EMGE - Escola de Engenharia e Dom Helder - Escola de Direito.

Engenharia Cívil, Ciência da Computação, Direito (Graduação, Mestrado e Doutorado).

Saiba mais!