Brasil Política

07/06/2021 | domtotal.com

TCU desmente Bolsonaro e diz que não fez relatório sobre mortes por Covid-19

Presidente fez afirmação falsa sobre suposta queda no número de mortes no Brasil

TCU disse que não fez suposto relatório citado por Bolsonaro
TCU disse que não fez suposto relatório citado por Bolsonaro (AFP)

O Tribunal de Contas da União (TCU) desmentiu o presidente Jair Bolsonaro e afirmou que não fez um relatório que apontasse que metade dos óbitos atribuídos à Covid-19 no Brasil em 2020 não foram causados pela doença.

“O TCU esclarece que não há informações em relatórios do tribunal que apontem que ‘em torno de 50% dos óbitos por Covid no ano passado não foram por Covid’, conforme afirmação do presidente Jair Bolsonaro divulgada hoje”, se manifestou o tribunal por nota divulgada nas redes sociais.

De manhã, durante conversa com apoiadores no Palácio da Alvorada, Bolsonaro falou que estava divulgando “em primeira mão” a informação sobre o suposto relatório, que teria sido divulgado “há alguns dias”.

“O relatório final, que não é conclusivo, disse que em torno de 50% dos óbitos por Covid no ano passado não foram por Covid, segundo o Tribunal de Contas da União”, afirmou Bolsonaro a apoiadores. “Esse relatório saiu há alguns dias. Logicamente que a imprensa não vai divulgar. Já passei para três jornalistas com quem eu converso e devo divulgar hoje à tarde. Está muito bem fundamentado, todo mundo vai entender, só jornalista não vai entender”, completou o presidente.

O Brasil tem mais de 470 mil mortos por coronavírus. Desde o início da pandemia, Bolsonaro e aliados agem para minimizar o número de vidas perdidas em decorrência de Covid-19 – mas nunca apresentou evidências.

Na semana passada, ao justificar a realização da Copa América no Brasil, durante a pandemia, Bolsonaro novamente criticou as medidas de isolamento social adotadas por governadores e prefeitos. “Lamento as mortes, mas nós temos de viver. Se é para todo mundo ficar em casa, vamos determinar que é para o homem do campo ficar em casa também. Quero ver do que a cidade vai sobreviver”, afirmou ele.

Em pronunciamento veiculado em rede nacional de rádio e TV, na quarta-feira (2) Bolsonaro também exaltou a vacinação contra o vírus e comemorou a transferência de tecnologia para o laboratório da Fiocruz fabricar o imunizante da AstraZeneca por conta própria.

Na ocasião, o grupo de sete senadores independentes e de oposição na CPI da Covid, conhecido como G7, divulgou nota para criticar o pronunciamento do presidente. “A inflexão do presidente da República celebrando vacinas contra a covid-19 vem com um atraso fatal e doloroso”, escreveram os senadores.


Agência Estado



Comentários
Newsletter

Você quer receber notícias do domtotal em seu e-mail ou WhatsApp?

* Escolha qual editoria você deseja receber newsletter.

DomTotal é mantido pela EMGE - Escola de Engenharia e Dom Helder - Escola de Direito.

Engenharia Cívil, Ciência da Computação, Direito (Graduação, Mestrado e Doutorado).

Saiba mais!