Coronavírus

14/06/2021 | domtotal.com

Média diária de mortos por Covid no Brasil sobe e volta para a casa dos 2 mil

Números altos em estabilidade revelam a aproximação, cada vez mais certeira, de uma nova onda da pandemia

Nas últimas 24 horas, o país registrou 1.118 novas vítimas da pandemia
Nas últimas 24 horas, o país registrou 1.118 novas vítimas da pandemia (Silvio Avila/AFP)

A média diária de mortes causadas por Covid-19 no Brasil voltou a se aproximar de 2 mil neste domingo (13). Dados reunidos pelo consórcio de veículos de imprensa mostram que o número ficou em 1.997, o maior em 34 dias e uma alta de 8% em relação há 14 dias.

Essa média leva em consideração registros dos últimos sete dias para eliminar variações presentes nos dados diários. Com ela, é possível entender com maior precisão a tendência da curva de mortes no Brasil, que ao longo do último mês vinha sendo de queda, o que foi interrompido nos últimos dias.

Nas últimas 24 horas, o país registrou 1.118 novas vítimas da pandemia. No total, o número de óbitos chegou a 487.476. Em relação aos casos confirmados, o número deste domingo ficou em 36.998, fazendo o total chegar a 17.413.996. A média de novos casos ficou em 66.842, 10% maior na comparação com duas semanas atrás.

Os dados diários do Brasil são do consórcio de veículos de imprensa formado por Estadão, G1, O Globo, Extra, Folha e UOL em parceria com 27 secretarias estaduais de Saúde, em balanço divulgado às 20h. Segundo o Ministério da Saúde, o Brasil tem 15.794.548 pessoas recuperadas da doença e 1.130.817 em recuperação.

O balanço de óbitos e casos é resultado da parceria entre os seis meios de comunicação que passaram a trabalhar, desde 8 de junho do ano passado, de forma colaborativa para reunir as informações necessárias nos 26 estados e no Distrito Federal. A iniciativa inédita é uma resposta à decisão do governo Bolsonaro de restringir o acesso a dados sobre a pandemia, mas foi mantida após os registros governamentais continuarem a ser divulgados.

Rio

Mais 71 pessoas morreram no estado do Rio de Janeiro vítimas de Covid-19, nas últimas 24 horas. Com isso, chega a 52.998 o número de mortes pela doença no Rio. A informação é do painel de monitoramento da Secretaria Estadual de Saúde. No mesmo período houve 592 contaminações pelo coronavírus, o que eleva o número de infectados para 905.821 até agora.

Não há mais filas de espera para atendimento em enfermarias e Unidades de Tratamento Intensivo (UTI). A taxa de ocupação das enfermarias está em 45,9% e a das UTIs, em 73,1%.

Na capital fluminense, o número de óbitos confirmados chegou a 27.417 neste domingo. Nas últimas 24h, 21 morreram na cidade por conta da Covid-19. A região Noroeste do estado é considerada, atualmente, a com mais risco de contaminação. 

Vacinação de população geral em SP

O governo de São Paulo anunciou neste domingo a antecipação em 30 dias no calendário de vacinação contra a Covid-19 no estado. Com a mudança, toda a população com mais de 18 anos deve estar imunizada até o dia 15 de setembro.

"Tenho confiança de que, nesse Natal, as famílias estarão reunidas, os amigos poderão se abraçar, as pessoas poderão voltar a viver", disse o governador João Doria (PSDB).

  • Adultos sem comorbidades, de 50 a 59 anos: 16 a 22 de junho (3 milhões);
  • Adultos de 43 a 49 anos: 23 a 29 de junho;
  • Adultos de 40 a 42 anos: 30 de junho a 14 de julho;
  • Adultos de 35 a 39 anos: 15 a 29 de julho;
  • Adultos de 30 a 34 anos: 20 de julho a 15 de agosto;
  • Adultos de 25 a 29 anos: 16 a 31 de agosto
  • Adultos de 18 a 24 anos: 1º a 15 de setembro

Mais cedo, as redes sociais, o governador disse que o evento seria feito excepcionalmente neste domingo para "importantes anúncios sobre a vacinação no estado de São Paulo".

Na última quarta-feira (9), a gestão estadual anunciou que o calendário para pessoas acima de 18 anos foi antecipado em 15 dias, fazendo com que a previsão de oferta da primeira dose para a população geral passasse de 31 de outubro para o dia 18 do mesmo mês.

A plataforma Vacinômetro, que permite acompanhar o número de vacinados no Estado, mostra que foram aplicadas 18.785.749 doses de vacina desde o início da campanha, das quais 13.026.324 foram a primeira dose e 5.759.425, a segunda.

No estado, de acordo com dados divulgados nesse sábado (12), foram contabilizados 3.449.577 casos da doença e 117.887 óbitos desde o início da pandemia.

Também no último dia 9, a gestão Doria anunciou a antecipação da vacina para profissionais da educação básica com 18 anos ou mais que começou na sexta-feira (11). O grupo é estimado em 363 mil pessoas.

Leia também:


Agência Estado/Dom Total



Comentários
Newsletter

Você quer receber notícias do domtotal em seu e-mail ou WhatsApp?

* Escolha qual editoria você deseja receber newsletter.

DomTotal é mantido pela EMGE - Escola de Engenharia e Dom Helder - Escola de Direito.

Engenharia Cívil, Ciência da Computação, Direito (Graduação, Mestrado e Doutorado).

Saiba mais!