Religião

29/06/2021 | domtotal.com

Freira cria pesquisa de satisfação para a vida religiosa consagrada

Resultados obtidos buscam entender e melhorar a saúde das comunidades

Religiosos seguram velas na missa com papa Francisco celebra pelo Dia Mundial da Vida Consagrada na Basílica de São Pedro no Vaticano em 1º de fevereiro de 2020
Religiosos seguram velas na missa com papa Francisco celebra pelo Dia Mundial da Vida Consagrada na Basílica de São Pedro no Vaticano em 1º de fevereiro de 2020 (CNS/Stefano Dal Pozzolo, pool)

Lucy Grindon People*

O irmão Roger Schroeder, vice-presidente interino e decano acadêmico da União Teológica Católica, recentemente se tornou um dos primeiros homens a testar a nova versão neutra de gênero de uma pesquisa de satisfação originalmente elaborada para religiosas pela psicóloga e irmã Maria Clara Kreis, das Irmãs da Providência Divina. [Nota sobre a tradução: Diz-se neutra de gênero porque era voltada ao público feminino na primeira versão e agora independe do entrevistado pertencer a vida religiosa masculina ou feminina].

A pesquisa foi atualizada a partir da Escala de Satisfação com a Vida para Religiosas Apostólicas, que foi utilizada pela psicóloga desde a coleta de respostas em 2016.

Responder à pesquisa deu-lhe uma oportunidade útil para reflexão pessoal, disse Schroeder.

"Meu ministério deixou de ser principalmente de ensino para ser, especialmente, de administração. Foi um momento para refletir sobre os últimos seis meses", disse o vice-presidente.

Schroeder é membro da Sociedade do Verbo Divino e vive em uma comunidade de formação com cerca de 35 religiosos. Pelo que sabe, ele é o único membro de sua congregação a ter feito a pesquisa, mas espera que mais voluntários participem.

"Acho que serve tanto a nível pessoal quanto congregacional", apontou Schroeder. "Também é importante que as comunidades religiosas tenham uma ideia de como as coisas estão. Como você sabe, a vida religiosa está passando por grandes mudanças e este é um momento de transição. É diferente para mulheres e homens, porque mais homens estão em um papel sacerdotal, mas é bom ter uma ideia de como todos estão."

Se Kreis pudere coletar respostas suficientes para analisar a pesquisa como uma medida eficaz para a satisfação com a vida entre homens religiosos, então congregações inteiras serão capazes de tirar proveito dos insights que a pesquisa oferece para avaliar a saúde de suas comunidades em cinco áreas: caráter congregacional, bem-estar individual, viabilidade de associação, crescimento holístico e comprometimento e inter-relacionamentos.

A pesquisa já teve uma recepção positiva de comunidades de religiosas que participaram do estudo e tiveram seus resultados compilados em relatórios para serem usados no planejamento e na tomada de decisões.

Para avaliar se a escala é eficaz para os homens, Kreis espera coletar mais de 2 mil respostas da pesquisa até agosto.

"A esperança é mostrar que a ferramenta é intergeracional, intercongregacional e neutra em termos de gênero. Para fazer isso, você precisa de uma grande amostra, porque temos muitas variáveis", explicou Kreis.

A ideia de disponibilizar a ferramenta aos religiosos partiu de colegas de Kreis na União Teológica Católica, disse a psicóloga. A pesquisa foi ligeiramente modificada para torná-la neutra em termos de gênero.

De 2015 a 2019, o desenvolvimento do estudo foi financiado por uma bolsa da Hilton Foundation, em parceria com a Duquesne University. Desde então, o projeto foi financiado pela CTU como o componente de pesquisa de sua bolsa Thriving in Ministry da Lilly Endowment.

A CTU alcançou sua rede de alunos e ex-alunos, e fez apresentações para o corpo docente para promover a escala, disse Kreis. A psicóloga também alcançou religiosos que conhece pessoalmente e discutiu o assunto em um simpósio de religiosos.

A viabilidade financeira de longo prazo da escala de satisfação com a vida depende do pagamento das comunidades religiosas para usá-la, disse Kreis. Ela espera estender a pesquisa aos religiosos para ajudar a torná-la mais acessível para todas as comunidades. Os pesquisadores precisam ser pagos para analisar os dados das pesquisas e compilar relatórios. Portanto, quanto mais grupos ajudarem, mais acessível será.

"No futuro, precisaremos de um subsídio ou pagamento das congregações. Com esse dinheiro, podemos pagar a alguém que faz a análise estatística e avalia cada relatório, para que eu possa apresentá-lo", disse Kreis. No caso de congregações em outras línguas, também seria necessário contratar um tradutor, acrescentou Kreis.

"Meu objetivo é ter esta versão de gênero neutro para que no futuro possa ser hospedada em um só lugar para que todos os religiosos e religiosas possam pagar por ela, para que possam usá-la como base para o planejamento e crescimento", disse Kreis.

Acesse para a pesquisa em Espanhol, Inglês e Alemão.

Chamado para o questionário:

Escala de Satisfação com a Vida para Religiosas Apostólicas (LSSAWR)

Queridas irmãs e irmãos,

Meu nome é Irmã Maria Clara Kreis, da Divina Providência, e sou a Coordenadora do Projeto de Subsídio LSSAWR e Pesquisadora Principal na Duquesne University (Pittsburgh, PA). É com grande entusiasmo e profunda gratidão que posso compartilhar com você que a Universidade de Duquesne e eu recebemos uma bolsa da Fundação Conrad N. Hilton para promover o desenvolvimento e uso futuro da "Escala de Satisfação com a Vida para Religiosas Apostólicas (LSSAWR)".

O desenvolvimento do LSSAWR foi originalmente o foco de minha dissertação e sou muito grata pela orientação e apoio de minha comissão de dissertação, que incluiu a irmã Janet Mock (Irmãs de São José de Baden, PA). Na verdade, o tema da minha dissertação foi o desenvolvimento de um instrumento de satisfação com a vida projetado especificamente para religiosas apostólicas. Observe que o termo 'religiosas apostólicas', para os fins deste estudo, inclui todas as religiosas que ministram em um apostolado (por exemplo, ensino, trabalho pastoral etc.), independentemente de sua designação como religiosas apostólicas, mendicantes (por exemplo, Franciscanas) ou monásticas (por exemplo, Beneditinas).

Em colaboração, o Dr. Cecil Reynolds e eu, e com o apoio de nossa equipe de pesquisa, estamos atualmente trabalhando no desenvolvimento de um "manual" que guiará as religiosas apostólicas em um futuro próximo no uso do LSSAWR. Nosso objetivo é que o LSSAWR seja usado para ajudar as religiosas individualmente e em comunidade, enquanto elas discernem seu compromisso com a vida religiosa e seu chamado para servir ao mundo. Para este fim, a doação da Fundação Conrad N Hilton também apoiará a tradução do LSSAWR e seu manual para o idioma espanhol, bem como a extensão do LSSAWR às gerações mais jovens na vida religiosa.

Estamos solicitando sua ajuda para iniciar este projeto, compartilhando o link de acesso do estudo com as irmãs em sua congregação para preencher o LSSAWR online. Esta pesquisa inclui oito seções, como responder a perguntas de sim/não e sua classificação, bem como fornecer respostas curtas a perguntas abertas. Pesquisas anteriores (como parte do estudo da dissertação) indicaram que o estudo pode ser concluído em cerca de 40 a 50 minutos. O resultado deste estudo atual se concentrará na avaliação adicional e no refinamento do LSSAWR. Além disso, se sua congregação participar de nossa pesquisa, seremos capazes de fornecer feedback por escrito tanto para as Irmãs que completam a pesquisa quanto para a liderança da congregação.

Com esta carta, estou pedindo sua permissão para conduzir este estudo com as irmãs em sua congregação. Para conduzir esta pesquisa, preciso de sua permissão por escrito, bem como de sua ajuda para encorajar as Irmãs em sua congregação a completarem a pesquisa.

Somente as irmãs que ofereceram seu endereço de e-mail porque desejam preencher o LSSAWR e o Questionário de Triagem de Saúde (HSQ) duas vezes serão contatadas para que possam refazer o LSSAWR e o HSQ. Isso exigirá menos tempo do que os 40 a 50 minutos padrão que mencionamos anteriormente, provavelmente cerca de 15 minutos.

Sinta-se à vontade para entrar em contato comigo a qualquer momento se tiver alguma dúvida sobre este estudo (consulte as informações de contato no final desta carta). Se você aprovar este estudo dentro de sua congregação, por favor, assine (assinatura eletrônica) e anexe o "Formulário de Acordo de Liderança" e devolva-o para mim por e-mail. Depois de receber seu e-mail, imprimirei e anexarei seu e-mail e o formulário de acordo assinado.

Por fim, gostaria de expressar antecipadamente minha gratidão por sua disponibilidade em apoiar este esforço. Espero que os resultados deste estudo contribuam para o futuro da vida religiosa de maneiras muito positivas.

Sinceramente,

Irmã Maria Clara Kreis

Publicado originalmente por NCR


Tradução: Ramón Lara

*Lucy Grindon é ex-estagiária editorial da NCR Bertelsen baseada em Los Angeles.



Comentários
Newsletter

Você quer receber notícias do domtotal em seu e-mail ou WhatsApp?

* Escolha qual editoria você deseja receber newsletter.

DomTotal é mantido pela EMGE - Escola de Engenharia e Dom Helder - Escola de Direito.

Engenharia Cívil, Ciência da Computação, Direito (Graduação, Mestrado e Doutorado).

Saiba mais!