Brasil

05/07/2021 | domtotal.com

Com apenas 42% do público-alvo imunizado, governo amplia vacinação da gripe para todos

Campanha vai até sexta-feira (9) para grupos prioritários, mas prazo deve ser estendido

Para se vacinar contra a gripe, paciente deve obedecer intervalo de 14 dias para a vacina anticovid
Para se vacinar contra a gripe, paciente deve obedecer intervalo de 14 dias para a vacina anticovid (Tânia Rêgo/ABr)

O Ministério da Saúde ampliou a campanha de vacinação contra a gripe para toda a população acima dos seis meses de idade. As secretarias estaduais e municipais de saúde vão definir como funcionará a imunização nas cidades. Até o momento, apenas 42% do público-alvo foi imunizado no país, segundo o governo federal.

Em nota, o Ministério da Saúde reforçou a necessidade da vacinação contra a gripe. "Além das campanhas publicitárias, o ministério tem mantido contato contínuo com os gestores locais do SUS (Sistema Único de Saúde), formadores de opinião e especialistas para ampla divulgação e mobilização para a vacinação contra a gripe", disse o órgão.

A cobertura da vacina contra a gripe está bem abaixo do esperado pela pasta, que desde 2017 tem como meta vacinar 90% do público-alvo. Entre 2008 e 2016 a meta era imunizar 80% dos grupos prioritários e sempre foi cumprida. No ano passado, primeiro ano de pandemia, houve uma grande procura pelo imunizante e a cobertura ficou em 95%.

Até esta segunda-feira (5), a terceira e última etapa da Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza 2021 atingiu 41,4% da cobertura vacinal, com a aplicação de 34.578.318 doses, informa o Ministério da Saúde. A campanha começou em 9 de junho e vai até a próxima sexta-feira (9 de julho) e visa imunizar 79.744.770 brasileiros. Estados e municípios já receberam 73.067.630 de doses, mas o governo afirmou ainda que poderá estender a campanha por mais algumas semanas. Os dados podem ser encontrados no Painel Influenza 2021.

Para se vacinar, segundo o ministério, é recomendado levar a carteira de vacinação e um documento com foto - no entanto, quem não possui a carteira pode se vacinar da mesma forma. Os locais e datas para vacinação devem ser consultados junto à Prefeitura da sua cidade.

Quem faz parte dos grupos prioritários e ainda não recebeu a vacina da gripe deve procurar uma unidade de saúde o mais breve possível. Aqueles que já tomaram a vacina contra a Covid-19 devem esperar 14 dias para receber a da gripe. Pessoas que estão elegíveis para tomar as duas vacinas e ainda não o fizeram devem primeiro tomar o imunizante que previne a Covid.

A Prefeitura de Belo Horizonte informou que, até sexta, serão mantidos os grupos já contemplados e, após esta data, haverá ampliação gradual. A Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG) informou que vai ampliar, a partir desta sexta-feira (9), a campanha de vacinação contra a gripe para além dos grupos prioritários.

Em São Paulo, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) disse estar em tratativas com o estado para definir como vai funcionar a nova etapa da campanha. A SMS também falou que está definindo quais estratégias irá adotar para aumentar a adesão do público-alvo à vacinação.


Agência Estado/SES-MG/Dom Total



Comentários
Newsletter

Você quer receber notícias do domtotal em seu e-mail ou WhatsApp?

* Escolha qual editoria você deseja receber newsletter.

DomTotal é mantido pela EMGE - Escola de Engenharia e Dom Helder - Escola de Direito.

Engenharia Cívil, Ciência da Computação, Direito (Graduação, Mestrado e Doutorado).

Saiba mais!