Brasil Política

22/07/2021 | domtotal.com

Renan Calheiros diz que Congresso não pode ser ameaçado e pede exoneração de Braga Netto

Ministro negou ameaça contra eleições de 2022, mas jornal reafirma informações

Braga Netto foi colocado onde está para 'ameaçar as instituições democráticas', diz Renan
Braga Netto foi colocado onde está para 'ameaçar as instituições democráticas', diz Renan (Edilson Rodrigues/Agência Senado)

O relator da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid, senador Renan Calheiros (MDB-AL), pediu nesta quinta-feira (22) a exoneração do ministro da Defesa, general Braga Netto, após a revelação de ameaças contra a realização das eleições feitas pelo ministro e que foram levadas até ao presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL). O senador classificou as declarações como "irresponsáveis e inconsequentes" e disse que o Congresso "não pode admitir" ameaças.

Em uma série de publicações no Twitter, Renan disse que a democracia brasileira é alvo de "gravíssima ameaça, agora relevada", sob tentativa de "amedrontar pelo terror". "Braga Netto se revela: foi colocado onde está exatamente para isso, para ameaçar as instituições democráticas", afirmou o relator da CPI.

Renan classifica que o ministro é um "elemento perigoso" para a democracia. "O Brasil não pode se sujeitar ao capricho de mantê-lo onde está", finalizou.

Reportagem do Estadão revela que, no dia 8 deste mês, o presidente da Câmara, Arthur Lira, recebeu um duro recado do ministro Braga Netto, por meio de um importante interlocutor político. "O general pediu para comunicar, a quem interessasse, que não haveria eleições em 2022, se não houvesse voto impresso e auditável. Ao dar o aviso, o ministro estava acompanhado de chefes militares do Exército, da Marinha e da Aeronáutica."

Segundo a reportagem, a ameaça de golpe levou Lira a conversar com o presidente Jair Bolsonaro (sem partido). O deputado, então, teria reafirmado seu apoio ao governo, mas disse que não estaria ao lado de qualquer ruptura institucional. A reportagem também lembra que Bolsonaro repetiu publicamente a ameaça de Braga Netto no mesmo 8 de julho. "Ou fazemos eleições limpas no Brasil ou não temos eleições", afirmou Bolsonaro a apoiadores, naquela data, na entrada do Palácio da Alvorada.


Agência Estado



Comentários
Newsletter

Você quer receber notícias do domtotal em seu e-mail ou WhatsApp?

* Escolha qual editoria você deseja receber newsletter.

DomTotal é mantido pela EMGE - Escola de Engenharia e Dom Helder - Escola de Direito.

Engenharia Cívil, Ciência da Computação, Direito (Graduação, Mestrado e Doutorado).

Saiba mais!