Coronavírus

05/08/2021 | domtotal.com

Mundo supera triste marca de 200 milhões de casos de Covid-19

Brasil registrou 1.118 mortes por Covid-19, elevando para 559.715 o número total de vítimas da doença

Fila para testes de Covid-19 em Pequim, na China
Fila para testes de Covid-19 em Pequim, na China (Noel Celis/Afp)

O mundo superou a marca de 200 milhões de casos de Covid-19 desde a descoberta do vírus em dezembro de 2019, segundo o balanço da reportagem com base em dados oficiais e atualizado nesta quinta-feira (5), em um momento de forte aumento das infecções, enquanto o número de mortes sobe de maneira menos intensa.

Nos últimos sete dias o mundo registrou média de mais de 600 mil casos diários, ou seja, alta de 68% em comparação com o platô de meados de junho (360 mil novos casos diários), principalmente devido à propagação da variante delta.

Ao mesmo tempo, as mortes no mundo (média atual de 9.350 por dia) aumentaram 20% desde o início de julho, quando os números haviam recuado para 7,8 mil óbitos por dia.

Esta diferença entre casos e mortes é observada em alguns países que estão atualmente entre os mais afetados: nos Estados Unidos, que registram o maior número de novos casos diários com um aumento de mais de 820% desde o fim de junho (94 mil diários atualmente, contra 11 mil naquele momento), o número de mortes subiu quase 105%, passando de 210 no início de julho a 430 atualmente.

No Reino Unido foram detectados até 47 mil novos casos diários há algumas semanas, no momento mais forte da última onda, ou seja 30 vezes a mais que em maio, mas as mortes registraram alta menos intensa, a algo mais de 10, passando de 6 a mais de 80 por dia.

De modo inverso, a Indonésia, que registra atualmente 35 mil casos diários, baixa de 19% em uma semana, continua sofrendo um aumento de mortes: 1,7 mil na média diária nos últimos sete dias, 8% a mais que na semana anterior.

As diferenças são acompanhadas por fortes desigualdades no acesso à vacinação. Um total de 58% dos americanos e 69% dos britânicos receberam ao menos uma dose, contra 18% dos indonésios.

Os 200.065.905 casos de Covid-19 registrados no mundo são provavelmente um número subestimado, pois uma parte importante dos casos menos graves ou assintomáticos não são detectados em muitos países e as políticas de testagem variam consideravelmente.

A pandemia do novo coronavírus provocou oficialmente pelo menos 4,25 milhões de mortes no mundo, um número que a Organização Mundial da Saúde (OMS) também considera uma subnotificação.

Brasil

Com 40.429 novos casos notificados nas últimas 24 horas, o Brasil chegou nesta quarta-feira (4) à marca de 20.026.502 de infectados pelo novo coronavírus. Nesta quarta, o país ainda registrou 1.118 mortes por Covid-19, elevando para 559.715 o número total de vítimas da doença.

A média móvel de óbitos dos últimos sete dias, cujo objetivo é eliminar distorções entre dias úteis e fim de semana, permanece abaixo de mil pelo quinto dia consecutivo, em 920. É o menor patamar desde o dia oito de janeiro deste ano, quando o índice estava em 872.

Os dados diários da pandemia no Brasil são do consórcio de veículos de imprensa formado por Estadão, G1, O Globo, Extra, Folha e UOL em parceria com 27 secretarias estaduais de Saúde, em balanço divulgado às 20h. Segundo os números do governo, 18,8 milhões de pessoas estão recuperadas da Covid-19.

O balanço de óbitos e casos é resultado da parceria entre os seis meios de comunicação que passaram a trabalhar, desde oito de junho do ano passado, de forma colaborativa para reunir as informações necessárias nos 26 estados e no Distrito Federal. A iniciativa inédita é uma resposta à decisão do governo Bolsonaro de restringir o acesso a dados sobre a pandemia, mas foi mantida após os registros governamentais continuarem a ser divulgados.


Afp/Agência Estado/Dom Total



Comentários
Newsletter

Você quer receber notícias do domtotal em seu e-mail ou WhatsApp?

* Escolha qual editoria você deseja receber newsletter.

DomTotal é mantido pela EMGE - Escola de Engenharia e Dom Helder - Escola de Direito.

Engenharia Cívil, Ciência da Computação, Direito (Graduação, Mestrado e Doutorado).

Saiba mais!