Religião

22/08/2021 | domtotal.com

As palavras e gestos de Jesus continuam atuais

Reflexão sobre o evangelho do 21º domingo do Tempo Comum, João 6,60-69

Jesus perdoava as prostitutas, abraçava as crianças, chorava com os amigos, contagiava esperança, e convidava as pessoas a viver com liberdade o amor dos filhos de Deus.
Jesus perdoava as prostitutas, abraçava as crianças, chorava com os amigos, contagiava esperança, e convidava as pessoas a viver com liberdade o amor dos filhos de Deus. (Free Bible Images/Lumo Project)

José Antonio Pagola*
RD

Quem se aproxima de Jesus com frequência tem a impressão de encontrar alguém estranhamente atual e mais presente aos nossos problemas de hoje do que muitos dos nossos contemporâneos.

Há gestos e palavras de Jesus que nos impactam ainda hoje porque tocam o nervo dos nossos problemas e preocupações mais vitais. São gestos e palavras que resistem à passagem dos tempos e à mudança de ideologias. Os séculos decorridos não atenuaram a força e a vida que encerram, por pouco que estejamos atentos e abramos sinceramente os nossos corações.

No entanto, ao longo de vinte séculos é muito o pó que inevitavelmente se foi acumulando sobre a sua pessoa, a sua atuação e a sua mensagem. Um cristianismo cheio de boas intenções e fervores veneráveis impediu por vezes a muitos cristãos simples encontrar-se com a frescura cheia de vida daquele que perdoava as prostitutas, abraçava as crianças, chorava com os amigos, contagiava esperança, e convidava as pessoas a viver com liberdade o amor dos filhos de Deus.

Quantos homens e mulheres tiveram de ouvir as dissertações de moralistas bem-intencionados e as exposições de pregadores instruídos sem conseguirem encontrar-se com ele.

Não nos devemos surpreender com a interpelação do escritor francês Jean Onimus: "Por que vais ser propriedade privada de pregadores, doutores e alguns eruditos, tu que disseste coisas tão simples, tão diretas, palavras que continuam sendo palavras de vida para todos os homens?".

Se muitos cristãos que se têm ido afastando estes anos da Igreja, conhecessem diretamente os Evangelhos, sentiriam de novo aquilo que um dia foi expresso por Pedro: "Senhor, a quem vamos recorrer? Tu tens palavras de vida eterna. Nós acreditamos".

Publicado por RDe traduzido pelo IHU

*José Antonio Pagola é padre e tem dedicado a sua vida aos estudos bíblicos, nomeadamente à investigação sobre o Jesus histórico. Nascido em 1937, é licenciado em Teologia pela Universidade Gregoriana de Roma (1962), licenciado em Sagradas Escrituras pelo Instituto Bíblico de Roma (1965), e diplomado em Ciências Bíblicas pela École Biblique de Jerusalém (1966). Professor no seminário de San Sebastián (Espanha) e na Faculdade de Teologia do Norte de Espanha (sede de Vitória), foi também reitor do seminário diocesano de San Sebastián e vigário-geral da diocese de San Sebastián.



Comentários
Newsletter

Você quer receber notícias do domtotal em seu e-mail ou WhatsApp?

* Escolha qual editoria você deseja receber newsletter.

DomTotal é mantido pela EMGE - Escola de Engenharia e Dom Helder - Escola de Direito.

Engenharia Cívil, Ciência da Computação, Direito (Graduação, Mestrado e Doutorado).

Saiba mais!



Outras Notícias