Engenharia Ensaios em Engenharia, Ciência e Sustentabilidade

24/08/2021 | domtotal.com

Para os novos formandos

Algumas tendências em particular que merecem a atenção de vocês

Tendências apontadas pelo relatório The world in 2021 merecem atenção dos novos profissionais
Tendências apontadas pelo relatório The world in 2021 merecem atenção dos novos profissionais Foto (Alex Kotliarskyi/Unsplash)

Jose Antonio de Sousa Neto

Este texto eu dedico, principalmente, aos novos profissionais que se formam ao final deste ano de 2021. Existem algumas tendências em particular que merecem a atenção de vocês. A partir do relatório The world in 2021 elaborado pela revista The Economist e sintetizado por Soho selecionamos, dentre várias tendências relevantes, alguns pontos para reflexão. Os links ao longo do texto também são importantes para uma visão mais holística de nossas ponderações:

Mercado de trabalho global:

"Não existirá diferença entre contratar colaboradores locais ou estrangeiros, as distâncias desaparecem. As empresas e os recursos humanos devem aprender como atrair, contratar e reter talentos internacionais". 

Isto tem muitas implicações.  O conhecimento de outros idiomas e particularmente inglês é importante. Claro que para pessoas com habilidades e competências excepcionais em suas áreas de atuação, limitações iniciais com idiomas estrangeiro não são uma barreira intransponível. Até porque em um futuro não muito distante, a tradução simultânea proporcionada pela Inteligência Artificial vai abrir ainda mais a abrangência das oportunidades no mundo inteiro. Ainda assim, o conhecimento de outros idiomas ajuda a cobrir gaps culturais e quando compreendemos que na vida "10% é técnica e 90% é gente" isto fica muito evidente.

Já ao longo dos últimos 18 meses, em várias ocasiões, me deparei com estudantes, inclusive brasileiros, em busca de estágios remotos. Um caso interessante é de uma excelente estudante brasileira que estaria indo passar um período de estudos na Ásia, mas tinha interesse de, concomitantemente, iniciar um estágio em uma empresa na qual ela tinha grande interesse e que fica em Belo Horizonte. E as duas coisas não eram de forma nenhuma excludentes. A empresa queria, ela também queria e os recursos tecnológicos estavam disponíveis.

E isto não é uma coisa assim tão nova. Já há um bom tempo, por exemplo, equipes para o desenvolvimento e implantação de projetos de diversas naturezas tem sido de natureza multinacional. Um exemplo que já dei em outros textos publicados aqui na Dom Total e no site da EMGE – Dom Helder Tech é o da concorrência para construção e operação de Unidades Básicas de Saúde e escolas na região metropolitana de Belo Horizonte. A Mendes Junior se juntou à empresa Australiana Lend Lease para tentar explorar esta oportunidade e a equipe do projeto era multinacional e, evidentemente, também multidisciplinar. O que importava era ter nos grupos de trabalho os melhores profissionais não importando onde estivessem. Nas reuniões participavam profissionais que estavam em Minas Gerais, São Paulo, Austrália, Reino Unido e EUA. E nessas reuniões as participações e a condução das atividades já eram remotas muito antes do advento da pandemia do último ano. Em outras palavras, sumarizando o relatório da The Economist, estamos falando de "casas escritórios, adeus a grandes escritórios e trabalho remoto para sempre. Poder trabalhar em casa ou de qualquer outro lugar será prioridade para as pessoas".

Irrupção Massiva da Inteligência Artificial

"A força de trabalho básico é drasticamente reduzida com a Inteligência Artificial (IA) realizando as operações simples. É hora de redesenhar o futuro de nossas profissões".

Na verdade, o impacto da IA está bem longe de se restringir apenas às tarefas simples. Cada vez mais a IA e a ciência de dados a ela inerente é essencial também às tarefas de alta complexidade.

Leia também:

Aqui tomo a liberdade de ser um pouco duro e apresentar aos nossos alunos formandos uma visão que beira o estereótipo, mas que é útil no intuito de chamar a atenção de forma metafórica para a importância da questão. Engenheiros civis, arquitetos e mesmo cientistas da computação que não se derem conta disso se tornarão "pedreiros de luxo", "desenhistas de luxo" e "atendentes para suporte" sem nenhum demérito às atividades básicas e ao valor e importância dos profissionais que as exercem. Aqui o ponto é chamar a atenção para a gestão de expectativas. E isto é relevante também para inúmeras outras profissões. Mas em meio a tudo isso a perspectiva humana não pode jamais ser perdida ou negligenciada.

Novas Tecnologias se tornam vitais

"As empresas que não investirem fortemente em tecnologias vão desaparecer. As startups de tecnologia podem derrubar as tradicionais que não estão realmente transformando-se digitalmente".

Aqui cabem alguns pontos interessantes sobre os quais também já chamamos a atenção do leitor em textos anteriores. Hoje nos EUA, por exemplo, quase metade dos graduandos estão optando por empreender desenvolvendo seus próprios negócios.  Também ainda estamos por ver as consequências da pandemia nas interações entre o trabalho e a vida pessoal. Inicialmente parece que muitos profissionais no mundo inteiro estão relutantes em retornar às rotinas de escritórios. Por mais paradoxal que aparente ser, um número significativo de profissionais qualificados tem pedido desligamento de seus empregos do período pré pandemia. Difícil saber se isto será sustentável, mas a mensagem aqui é direta sobre nosso novo mundo e sobre como muitos o enxergam.

Há um lado positivo em tudo isso e também um lado desafiador. O positivo se refere às extraordinárias possibilidades e oportunidades que se abrem e o desafiador é a "uberização" da vida. Sobre este último ponto é importante entender que "carteira de trabalho assinada", no mundo inteiro (mesmo onde não existindo uma "carteira de trabalho" existe apenas um "contrato de trabalho"), não significa segurança e estabilidade. No final das contas, embora existam muitas exceções, muitas empresas / organizações na prática veem seus colaboradores apenas como fornecedores (ainda que importantes). E nesta mesma entoada é importante que os colaboradores enxerguem estas empresas / organizações como clientes. E quem não entende e atende adequadamente o cliente em um mundo altamente competitivo vai ficar sem ele.

No contexto do empreendedorismo e das startups, inclusive as tecnológicas, não se pode perder de vista o profissionalismo e a ética. Startups têm na sua implantação e desenvolvimento muitas das características de empresas  familiares. É preciso estar atento a isso. Também é preciso ficar atento às questões muito importantes ligadas à conscientização ESG (Environment, Sustainability and Governance – Meio Ambiente, Sustentabilidade e Governança), até porque esta é uma tendência e, felizmente, um caminho sem retorno.

Finalmente, aos pontos levantados acima, gostaria de acrescentar mais um que não está no relatório e que muitos podem considerar subjetivo, mas que considero absolutamente essencial. Sem uma perspectiva espiritual ao longo do caminho ou ao final dele em algum momento a energia e mesmo o propósito da rica caminhada pode perder o sentido e até mesmo o rumo. Já com ela, com empenho e sem nunca abrir mão do Magis (nunca abrir mão de fazer sempre o melhor) serão inúmeros as oportunidades e os privilégios ao longo da caminhada.

*Professor da EMGE - Dom Helder Tech

O texto reflete a opinião pessoal do autor, não necessariamente do Dom Total. O autor assume integral e exclusivamente responsabilidade pela sua opinião.



Comentários
Newsletter

Você quer receber notícias do domtotal em seu e-mail ou WhatsApp?

* Escolha qual editoria você deseja receber newsletter.

DomTotal é mantido pela EMGE - Escola de Engenharia e Dom Helder - Escola de Direito.

Engenharia Cívil, Ciência da Computação, Direito (Graduação, Mestrado e Doutorado).

Saiba mais!



Outros Artigos

Não há outras notícias com as tags relacionadas.