ESDHC

02/09/2021 | domtotal.com

Movimento Ecos disponibiliza Módulo 3 do curso Agir Socioambiental

O módulo demonstra muitas formas de reduzir a quantidade de lixo gerado pela população

Horta produzia na Escola General Carneiro utilizando a compostagem.
Horta produzia na Escola General Carneiro utilizando a compostagem. (Arquivo Pessoal / Movimento Ecos)

Segundo dados recentes, publicados no portal eletrônico do Senado Federal[1], o brasileiro produz, em média, 1kg de lixo por dia, um número bastante significativo quando pensamos no número de habitantes no país, não é mesmo?

No módulo 3 – Lixo Zero e Compostagem, do Curso Agir Socioambiental do Movimento Ecos, foi abordado o destino que esse lixo (tecnicamente chamado de “resíduos sólidos”) tem tomado, que são os aterros, os lixões e etc. O resultado são inúmeras consequências nocivas para o meio ambiente, tais como poluição do solo, mau odor, condições desagradáveis para os trabalhadores e outras mais.

A busca pelo denominado “lixo zero” é mais urgente do que imaginamos. É preciso, portanto, a adoção de atitudes para mudar esse quadro. A separação do lixo na própria residência é o primeiro passo para alcançar essa mudança tão necessária.

Nesse contexto, os alunos da Escola Estadual General Carneiro, participante do Movimento Ecos desde 2012, elaboraram diversos projetos com o intuito de reduzir a geração de lixo na escola e dar uma destinação correta aos resíduos. No projeto que foi elaborado e executado pelos alunos no ano de 2019, sob a coordenação do professor Diógenes Mendes, foram criados biodigestores com materiais orgânicos com o intuito de gerar energia e gás metano.

Os alunos utilizaram quatro bombonas de 50 litros, cada uma com um material diferente: 1) resíduos orgânicos descartados da cantina da escola; 2) produção de terra orgânica para utilização na horta da escola; 3) urina coletada do banheiro masculino através de um mictório próprio para essa coleta e; 4) esterco de equinos, sendo 50% de água e 50% de esterco.

Essas bombonas foram interligadas e separadas com um registro para controlar a pressão entre elas.

Ao final, foi possível canalizar o gás para se obter gás metano. Além disso, os alunos envolvidos no projeto realizaram teste de chamas e energia. E a terra produzida foi utilizada na horta da escola.

Assim como as práticas adotadas na Escola General Carneiro, é possível dar uma destinação diferente para o lixo, utilizá-lo de outra forma que seja melhor para o ambiente.

É importante destacar, que, além da finalidade socioambiental, a experiência desenvolvida pelos alunos vinculados ao projeto possuía, também, finalidades científicas.

Podemos fazer algo mais simples, em casa, a iniciar pela separação dos recicláveis e orgânicos, fazer compostagem para utilizar os restos orgânicos em hortas, reutilizar materiais, doação de produtos de uso pessoal, descarte adequado de materiais como lâmpadas, pilhas e baterias.

No módulo 3 – Lixo Zero e Compostagem do curso Agir Socioambiental, ficou demonstrado muitas outras formas de reduzir a quantidade de lixo gerado, vale a pena conferir!

E você, o que tem feito para reduzir o lixo em sua casa?

[1] PIRES, Yolanda; OLIVEIRA, Nelson. Aumento da produção de lixo no Brasil requer ação coordenada entre governos e cooperativas de catadores. Agência Senado, 07/06/2021. Acesso em 31/08/2021. Disponível em: https://www12.senado.leg.br/noticias/infomaterias/2021/06/aumento-da-producao-de-lixo-no-brasil-requer-acao-coordenada-entre-governos-e-cooperativas-de-catadores


Rayssa Fonseca / Movimento Ecos



Comentários
Newsletter

Você quer receber notícias do domtotal em seu e-mail ou WhatsApp?

* Escolha qual editoria você deseja receber newsletter.

DomTotal é mantido pela EMGE - Escola de Engenharia e Dom Helder - Escola de Direito.

Engenharia Cívil, Ciência da Computação, Direito (Graduação, Mestrado e Doutorado).

Saiba mais!