Brasil

09/09/2021 | domtotal.com

Após jogo com Brasil frustrado, site da Anvisa é hackeado com bandeira da Argentina

'Anvisa, não fizemos quarentena para passar por seus servidores: vão nos expulsar também?', dizia a mensagem dos hackers sobre um fundo preto e sob a imagem da bandeira argentina

Site da Anvisa sofreu ataque cibernético após suspensão do clássico Brasil x Argentina
Site da Anvisa sofreu ataque cibernético após suspensão do clássico Brasil x Argentina (Reprodução)

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) sofreu um ataque cibernético em seu site nessa quarta-feira (8), que por um tempo exibiu uma bandeira argentina e uma mensagem provocativa sobre o superclássico de futebol de domingo: "Vão nos expulsar também?".

A agência informou que hackers atacaram o site do formulário que os viajantes preenchem para entrar no Brasil, palco da polêmica interrupção da partida válida pelas eliminatórias para a Copa do Mundo do Catar-2022 entre Brasil e Argentina, em São Paulo, no domingo, por agentes Anvisa.

"Anvisa, não fizemos quarentena para passar por seus servidores: vão nos expulsar também?", dizia a mensagem dos hackers sobre um fundo preto e sob a imagem da bandeira argentina.

A partida entre o Brasil, líder das eliminatórias sul-americanas com 21 pontos, e a Argentina, segunda colocada com 15, foi interrompida aos cinco minutos de jogo pela entrada de agentes sanitários que apontaram quatro jogadores argentinos por violação do protocolo anticovid e por mentir no formulário de imigração de entrada no país.

A seleção argentina nega as acusações e a Fifa deve agora decidir o que fazer com os pontos da partida.

O ataque cibernético deixou o formulário da Anvisa fora do ar por cerca de uma hora e meia, mas não afetou outros sistemas da agência, que entrou em contato "com os órgãos de segurança do Governo Federal para as ações cabíveis."

Segundo a Anvisa, os argentinos Emiliano Martínez, Cristian Romero, Giovani Lo Celso e Emiliano Buendía não poderiam ter entrado no Brasil sem respeitar uma quarentena porque estiveram no Reino Unido em algum momento dos últimos quatorze dias. A Polícia Federal abriu inquérito contra os atletas, acusados de omitir essa informação no cadastro de imigração.

No mesmo dia, porém, o serviço foi restabelecido. Ainda conforme a Anvisa, o ataque foi de alteração da página (defacement). A equipe da Anvisa afirma que não houve alteração dos dados, nem prejuízo aos sistemas de informática da agência.


AFP/Agência Brasil/Dom Total



Comentários
Newsletter

Você quer receber notícias do domtotal em seu e-mail ou WhatsApp?

* Escolha qual editoria você deseja receber newsletter.

DomTotal é mantido pela EMGE - Escola de Engenharia e Dom Helder - Escola de Direito.

Engenharia Cívil, Ciência da Computação, Direito (Graduação, Mestrado e Doutorado).

Saiba mais!