Mundo

25/09/2021 | domtotal.com

EUA vão reabrir parte da fronteira Texas-México para conter haitianos

Mais de 29 mil haitianos chegaram aos EUA nos últimos 11 meses. O governo americano, porém, tem intensificado a deportação desses imigrantes

Migrantes haitianos se abraçam na chegada ao abrigo, após levantarem o acampamento na fronteira
Migrantes haitianos se abraçam na chegada ao abrigo, após levantarem o acampamento na fronteira (Pedro Pardo/AFP)

O governo dos Estados Unidos deve reabrir parcialmente a fronteira do Texas com o México, na região onde há um número expressivo de imigrantes haitianos. A abertura deve ocorrer às 16h (horário local), deste sábado (25). Os refugiados estão no local em busca de asilo.

Nesta semana, o governo americano intensificou a deportação de haitianos. No fim da semana passada, autoridades estimavam que mais de 10 mil imigrantes tenham cruzado a fronteira no trecho do Rio Grande que separa as cidades de Del Rio, no Texas, e Ciudad Acuña, no Estado mexicano de Coahuila. Mais de 29 mil haitianos chegaram aos EUA nos últimos 11 meses, segundo dados da Alfândega e Proteção de Fronteiras americana (CPB, na sigla em inglês).

No começo da semana, cerca de 15 mil pessoas se abrigaram em acampamentos improvisados debaixo da ponte internacional, entre Del Rio e Ciudad Acuña, enquanto agentes trabalhavam para processar os pedidos de asilo. Segundo autoridades, o acesso à água potável e a alimentos é escasso e as condições de higiene são precárias.

Na sexta-feira (24), os últimos migrantes haitianos que acampavam há uma semana na fronteira com os Estados Unidos levantaram seu acampamento, após um acordo com autoridades mexicanas, que os transferiram para um abrigo.

Ao percorrer o parque Braulio Fernández, em Ciudad Acuña, onde os migrantes estavam instalados, a reportagem observou que restavam apenas 20 integrantes do grupo original, que somava cerca de 600 pessoas. Eles embarcavam seus pertences em caminhonetes que os levariam ao abrigo, onde permanecerão até resolverem seu status migratório.

Na última quinta-feira (23), o enviado especial dos EUA ao Haiti, Daniel Foote, entregou o cargo em uma carta endereçada ao secretário de Estado, Antony Blinken. Na mensagem, ele afirma não querer ser associado à decisão do governo de deportar em massa os refugiados de maneira "desumana" e "contraproducente".


Agência Estado/AFP/Dom Total



Comentários
Newsletter

Você quer receber notícias do domtotal em seu e-mail ou WhatsApp?

* Escolha qual editoria você deseja receber newsletter.

DomTotal é mantido pela EMGE - Escola de Engenharia e Dom Helder - Escola de Direito.

Engenharia Cívil, Ciência da Computação, Direito (Graduação, Mestrado e Doutorado).

Saiba mais!