Meio Ambiente

09/10/2021 | domtotal.com

Poluição do ar prejudica o desempenho cognitivo de estudantes no dia do vestibular

Estudo indica que concentração de ozônio e partículas no ar afetam resultados nas provas

A pesquisa também constatou que homens são mais afetados pela poluição do que as mulheres
A pesquisa também constatou que homens são mais afetados pela poluição do que as mulheres (Wilson Dias/ABr)

Um novo estudo publicado no Journal of the Association of Environmental and Resource Economists analisa a relação causal entre os níveis de poluição do ar externo no dia do exame de admissão em todo o país e o desempenho cognitivo dos alunos no Brasil.

Em "The Effects of Air Pollution on Students? Cognitive Performance: Evidence from Brazilian University Entrance Tests" (Os efeitos da poluição do ar no desempenho cognitivo dos alunos: evidências dos testes de admissão em universidades brasileiras), os autores Juliana Carneiro, Matthew A. Cole e Eric Strobl usam dados brasileiros sobre as concentrações de ozônio (O3) e material particulado (PM10) e um conjunto de dados das pontuações dos alunos para examinar o impacto da poluição do ar no desempenho acadêmico em exames nacionais.

Os dados de poluição do ar se concentram no Rio de Janeiro e São Paulo ?" os estados mais industrializados do Brasil ?" usando a poluição do ar e os dados da estação de monitoramento do clima para construir um painel de dados exclusivo de 2015?"2017.

Os autores construíram dados de painel de nível individual para os dois dias de exames ao longo de três anos e aplicaram os efeitos fixos dos alunos para abordar possíveis problemas de endogeneidade. Os autores observam que, "além disso, aproveitamos a variação espacial e temporal plausivelmente exógena no PM10 entre os municípios dos estados do Rio de Janeiro e São Paulo e utilizamos uma abordagem de variável instrumental baseada na direção do vento".

Os resultados sugerem que um aumento de 10 microgramas por metro cúbico (mg / m3) de PM10 no dia do exame diminui a pontuação dos alunos em 6,1 pontos (8% DP). "Mesmo quando incluímos uma medida mais flexível do nosso tratamento que utiliza uma variável fictícia para contabilizar os dias em que o PM10 excedeu o limite aceitável da OMS, nossas descobertas ainda apontam para efeitos negativos da poluição do ar no desempenho cognitivo durante os exames", observam eles. Testes de placebo, verificações de sensibilidade e testes de falsificações reforçaram as principais descobertas: evidências de uma ligação entre a poluição do ar e o desempenho nos exames.

Consistente com estudos anteriores, os autores também encontraram evidências de que o efeito da poluição do ar no desempenho dos exames parece afetar mais os homens do que as mulheres. "Nossos resultados também sugerem que os alunos mais pobres podem ser mais suscetíveis à poluição do ar do que os candidatos a exames", eles escrevem, acrescentando: "Nossas descobertas fornecem evidências plausíveis para sugerir que o desempenho cognitivo pode ser prejudicado pela má qualidade do ar, mas de forma desigual".

Texto publicado pela Universidade de Chicago e traduzido por EcoDebate


EcoDebate



Comentários
Newsletter

Você quer receber notícias do domtotal em seu e-mail ou WhatsApp?

* Escolha qual editoria você deseja receber newsletter.

DomTotal é mantido pela EMGE - Escola de Engenharia e Dom Helder - Escola de Direito.

Engenharia Cívil, Ciência da Computação, Direito (Graduação, Mestrado e Doutorado).

Saiba mais!