Economia

19/10/2021 | domtotal.com

Já vendida a R$ 7, gasolina é mais competitiva que etanol em todo Brasil

Baseado no mercado internacional, preço dos combustíveis disparou no país

Abastecer o carro com gasolina gera mais economia para os motoristas
Abastecer o carro com gasolina gera mais economia para os motoristas (Rômulo Ávila/ Dom Total)

A gasolina foi mais competitiva que o etanol em todos os estados e no Distrito Federal na semana de 10 a 16 de outubro, mostra levantamento da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) compilado pelo AE-Taxas. Os critérios consideram que o etanol de cana ou de milho, por ter menor poder calorífico, tenha um preço limite de 70% do derivado de petróleo nos postos para ser considerado vantajoso.

De janeiro a setembro desse ano, os preços de revenda registraram aumentos de 28% no diesel, 32% na gasolina e 27% no GLP, segundo o Instituto de Estudos Estratégicos de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (INEEP). A perspectiva é de manutenção dessa tendência de alta devido às flutuações no preço internacional do barril de petróleo.

Na média dos postos pesquisados no país, o etanol está com paridade de 76,24% ante a gasolina.

O levantamento foi o primeiro a captar totalmente o efeito do reajuste recente da gasolina nas refinarias pela Petrobras, já que os novos preços passaram a valer em 9 de outubro.

Preço médio

Os preços médios do etanol subiram em 18 estados e no Distrito Federal. Em outros oito, os preços recuaram.

Nos postos pesquisados pela ANP em todo o país, o preço médio do etanol subiu 0,92% na semana em relação à anterior, de R$ 4,775 para R$ 4,819 o litro.

Em São Paulo, principal estado produtor, consumidor e com mais postos avaliados, a cotação média do hidratado ficou em R$ 4,627 o litro, alta de 1,38% ante a semana anterior.

O preço mínimo registrado na semana para o etanol em um posto foi de R$ 4,099 o litro, em São Paulo, e o menor preço médio estadual, de R$ 4,592, foi registrado em Mato Grosso.

O preço máximo, de R$ 7,099 o litro, foi verificado em um posto do Rio Grande do Sul. O maior preço médio estadual também foi o do Rio Grande do Sul, de R$ 6,277.

Na comparação mensal, o preço médio do biocombustível no país subiu 3,57%. O Estado com maior alta no período foi Roraima, onde o litro subiu 6,38% no mês.

Na apuração semanal, a maior alta de preço também foi observada em Roraima, com avanço de 3,11%, para R$ 5,635 o litro.



Dom Total/Agência Estado



Comentários
Newsletter

Você quer receber notícias do domtotal em seu e-mail ou WhatsApp?

* Escolha qual editoria você deseja receber newsletter.

DomTotal é mantido pela EMGE - Escola de Engenharia e Dom Helder - Escola de Direito.

Engenharia Cívil, Ciência da Computação, Direito (Graduação, Mestrado e Doutorado).

Saiba mais!