Economia

23/10/2021 | domtotal.com

Google tenta se inserir no mercado de smartphones com o Pixel 6

A principal estrela do novo aparelho é seu processador, apelidado de 'Tensor', o primeiro desenvolvido pelo próprio Google

O novo smartphone do Google, Pixel 6, em imagem enviada à AFP pela companhia em 30 de julho de 2021
O novo smartphone do Google, Pixel 6, em imagem enviada à AFP pela companhia em 30 de julho de 2021 (Handout/AFP)

O Google apresentou na última terça-feira (19) o Pixel 6, seu novo modelo de smartphone, um mercado em que o gigante tecnológico vem tentando entrar há quase uma década, mas no qual nunca conseguiu se destacar.

A principal estrela do novo aparelho é seu processador, apelidado de "Tensor", o primeiro desenvolvido pelo próprio Google e "a inovação em telefonia móvel mais importante na história de nossa companhia", afirmou Peter Prunuske, diretor de produtos Pixel.

"É o resultado de anos de investimentos em inteligência artificial", acrescentou o executivo em uma coletiva de imprensa. A empresa californiana domina amplamente as buscas na internet e a economia do setor de telefones celulares, já que 80% dos smartphones e tablets do mundo usam seu sistema operacional, o Android.

O Google também lidera a corrida dos carros autônomos, está próxima de Amazon e Microsoft em serviços na nuvem e seu aplicativo Google Maps é imbatível como navegador. Contudo, no setor de telefonia móvel, as diferentes evoluções do Pixel tiveram desempenho "pobre" em relação a vendas, segundo Brad Akyuz, da empresa de consultoria de mercado NPD Group.

Segundo o especialista, isso se deve a imperfeições técnicas, mas também ao controle ferrenho do setor por Apple e Samsung. Nos Estados Unidos e no Canadá, o Google tinha menos de 2% de participação no mercado em setembro, enquanto Apple (53%) e Samsung (28%) dominavam com folga, segundo o site Statcounter.

"O Pixel se destaca no aspecto do software, mas isso não tem sido suficiente para se diferenciar de seus rivais, como a Samsung, que sempre soube reagir com rapidez", opinou Brad Akyuz.

O gigante californiano espera agora ganhar protagonismo com o Pixel 6 e o Pixel 6 Pro, que serão comercializados nos Estados Unidos por US$ 599 e 899, respectivamente, um valor inferior ao dos últimos iPhones.

O Google aposta em sua experiência com aprendizagem automática, o que supostamente tornará a experiência do usuário mais intuitiva. Essa função "oferece capacidades que apenas um telefone do Google pode oferecer, como a função de tradução instantânea que lhe permite traduzir mensagens e vídeos [também disponível sem conexão]", diz a descrição do novo dispositivo.

O Google também garante que os Pixel 6 são mais resistentes e seguros graças a um novo chip que os protegem "eficazmente contra hackers".

A companhia vem tentando entrar no mercado de telefonia celular desde antes do lançamento de seu primeiro Pixel, em 2016. Quatro anos antes, o Google adquiriu a Motorola por US$ 12,5 bilhões. No entanto, o negócio não prosperou e, dois anos depois, repassou a marca para a chinesa Lenovo por menos de US$ 3 bilhões.


AFP/Dom Total



Comentários
Newsletter

Você quer receber notícias do domtotal em seu e-mail ou WhatsApp?

* Escolha qual editoria você deseja receber newsletter.

DomTotal é mantido pela EMGE - Escola de Engenharia e Dom Helder - Escola de Direito.

Engenharia Cívil, Ciência da Computação, Direito (Graduação, Mestrado e Doutorado).

Saiba mais!