Coronavírus

20/10/2021 | domtotal.com

BH é exemplo no combate à pandemia entre 14 capitais do Brasil, diz Imperial College

Estudo avalia que se o país tivesse atuado como a capital, 328 mil mortes teriam sido evitadas

A oferta de leitos para Covid em parceria com o SUS foi uma estratégia bem-sucedida da PBH
A oferta de leitos para Covid em parceria com o SUS foi uma estratégia bem-sucedida da PBH (PBH)

O Imperial College de Londres comparou o controle da pandemia de Covid-19 em 14 capitais brasileiras e demonstrou que fatores como os investimentos nos recursos de saúde, otimização da atenção à saúde e a preparação adequada para o enfrentamento à pandemia foram essenciais para o desempenho de Belo Horizonte no enfrentamento à doença. O estudo indica que se todas as capitais avaliadas tivessem a mesma condução que a capital adotou, cerca de 328 mil mortes teriam sido evitadas no país.

Segundo os dados levantados pelo Imperial College, entre 6 de abril de 2020 e 26 de julho de 2021, 43.763 pessoas não vacinadas foram admitidas em hospitais com Covid-19 na capital mineira e 7.842 morreram. De acordo com a prefeitura, além da capacitação de profissionais da saúde, abertura de leitos e monitoramento da doença, as medidas de isolamento social aplicadas em Belo Horizonte foram fundamentais para evitar motes na cidade.

O município apresentou índices inferiores às demais capitais quando avaliados os indicadores de casos, severidade e óbitos por Covid-19. Esta avaliação considerou a estrutura hospitalar, o número de médicos e o manejo de pacientes. "É um reconhecimento importante. Belo Horizonte conta com um sistema de saúde robusto e que respondeu ao desafio da pandemia", afirma o secretário municipal de Saúde, Jackson Machado Pinto.

No início de fevereiro de 2020, antes de o Brasil registrar o primeiro caso, a Secretaria Municipal de Saúde começou a preparação para o enfrentamento à doença. Entre as primeiras ações, foram realizadas capacitações das equipes de saúde e já iniciadas articulações com os hospitais que atendem pelo SUS-BH, para estudos de abertura e de remanejamento de leitos para atendimento exclusivo a pacientes com Covid-19.

Nas redes sociais, o prefeito Alexandre Kalil (PSD) comemorou os resultados do estudo. "Parabéns população de Belo Horizonte. Somos a referência nacional na gestão da pandemia para o Imperial College de Londres. Se todas as 14 capitais do estudo tivessem a mesma taxa de mortalidade de BH, 328 mil mortes teriam sido evitadas", escreveu.

 A Secretaria Municipal de Saúde garante que o planejamento e o acompanhamento foram essenciais para este bom resultado. "Além disso, o isolamento social, com restrições de funcionamento de serviços e de circulação de pessoas, adotado pela prefeitura, foi crucial para salvarmos vidas", explica Jackson Machado Pinto.

A SMS também destaca a parceria com o SUS-MG, que conseguiu montar uma boa estrutura, que permanece ativa. O município conta com quatro Centros Especializados em Covid-19, sendo que o primeiro foi aberto no início de março de 2020. Juntos, eles já atenderam a mais de 86 mil pessoas.


PBH/SES-MG/Dom Total



Comentários
Newsletter

Você quer receber notícias do domtotal em seu e-mail ou WhatsApp?

* Escolha qual editoria você deseja receber newsletter.

DomTotal é mantido pela EMGE - Escola de Engenharia e Dom Helder - Escola de Direito.

Engenharia Cívil, Ciência da Computação, Direito (Graduação, Mestrado e Doutorado).

Saiba mais!