Economia

23/10/2021 | domtotal.com

Novo reajuste do combustível é iminente, avisa presidente Jair Bolsonaro

Litro do diesel S-10 alcançou em outubro maior preço médio mensal real da última década

Valor dos combustíveis no Brasil é baseado no mercado internacional
Valor dos combustíveis no Brasil é baseado no mercado internacional (Marcello Casal/ABr)

O preço dos combustíveis deve subir mais uma vez nos próximos dias no Brasil. A informação foi dada pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partida) nessa sexta-feira (22), durante pronunciamento ao lado do ministro Paulo Guedes. O valor dos combustíveis no Brasil é baseado no mercado internacional, na cotação do dólar.

“Nós sabemos que, aumentando o preço do petróleo lá fora e o dólar aqui dentro, o reajuste em poucos dias ou semanas, tem que ser cumprido na ponta da linha pela Petrobras”.

Bolsonaro também negou também a possibilidade de o governo tabelar os preços dos combustíveis no Brasil e que não “ascendência” sobre a Petrobras. 

 “Não existe da nossa parte o congelamento de preços. Sabemos que as consequências são piores que o aumento em si. Sabemos que estamos na iminência de mais um reajuste no combustível. E quando vai para o diesel influencia diretamente na inflação”, disse.

Preços

De janeiro a setembro desse ano, os preços de revenda registraram aumentos de 28% no diesel, 32% na gasolina e 27% no GLP, segundo o Instituto de Estudos Estratégicos de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (INEEP). A perspectiva é de manutenção dessa tendência de alta devido às flutuações no preço internacional do barril de petróleo.

Prejudicados pela disparada do preço, caminhoneiros planejam nova paralisação, enquanto o presidente Jair Bolsonaro promete ajuda federal aos trabalhadores autônomos. Nesta semana, Bolsonaro anunciou o bolsa diesel, que será uma ajuda da R$ 400 para motoristas autônomos.

Maior valor

O litro do diesel S-10, com menor teor de enxofre, alcançou em outubro maior preço médio mensal real (descontada a inflação) da última década, sendo vendido a R$ 5,033. Os dados são do Monitor dos Preços dos Combustíveis, lançado dia 5 pelo Observatório Social da Petrobras (OSP). Esse valor está 23% acima da média da série histórica, iniciada em 2012, quando a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) passou a contabilizar os preços do S-10.

O monitor demonstra ainda que, comparado ao salário mínimo, o diesel teve um aumento de 10 pontos porcentuais, subindo de 36% em dezembro de 2012 para 46% em outubro de 2021. Ou seja, um consumidor que abastece seu veículo com 100 litros do combustível num mês gastaria quase a metade de um salário mínimo para isso.


Dom Total



Comentários
Newsletter

Você quer receber notícias do domtotal em seu e-mail ou WhatsApp?

* Escolha qual editoria você deseja receber newsletter.

DomTotal é mantido pela EMGE - Escola de Engenharia e Dom Helder - Escola de Direito.

Engenharia Cívil, Ciência da Computação, Direito (Graduação, Mestrado e Doutorado).

Saiba mais!