Religião

28/10/2021 | domtotal.com

Após cidade anunciar homenagem a Bolsonaro, Diocese de Pádua faz apelo

Igreja de Pádua publica nota e declara presidente brasileiro persona non grata

Igreja de Santo Antônio de Pádua, na cidade italiana
Igreja de Santo Antônio de Pádua, na cidade italiana Foto (Getty Images)

A Câmara de Vereadores da pequena cidade italiana Anguillara Veneta aprovou uma homenagem ao presidente Jair Bolsonaro, em meio a protestos de ativistas, departe da população e de missionários italianos que vivem no Brasil. A prefeita propôs o título de cidadão honorário ao presidente porque seu bisavô nasceu na cidade e disse desconhecer as acusações levantadas pela CPI da Covid contra o mandatário.

Em reação e com apoio de missionários italianos atuantes no Brasil, a Diocese de Pádua publicou nota em que declara o brasileiro persona non grata e protesta contra Bolsonaro em nome das vítimas da pandemia.

Confira a nota:

Nota da Igreja de Pádua: laços com o Brasil, apelo a Bolsonaro

"A ligação entre a terra veneziana e, especificamente Pádua, com o Brasil é muito forte para a grande história migratória, pelas relações mantidas com os nativos da região, pela presença missionária diocesana e pelas diferentes famílias religiosas que exercem seu serviço naquele país. Não podemos esquecer, em particular, os depoimentos pagos com o sangue do padre Comboni Ezechiele Ramin e do fidei donum don Ruggero Ruvoletto, nem a harmonia e a amizade pessoal e eclesial com os bispos do Brasil que, nos últimos meses, estão denunciando fortemente a violência, o abuso, a exploração da religião, a devastação ambiental e 'o agravamento de uma grave crise de saúde, econômica, ética, social e política, intensificado pela pandemia'.

A notícia destes dias volta ainda mais os holofotes para a gestão da emergência da Covid, em um país que já registrou mais de 600 mil mortes pela pandemia.

Diante de tudo isso, a Igreja de Pádua, tornando-se porta-voz de um sentimento generalizado e em virtude do vínculo que une o Brasil com a nossa terra, aproveita a oportunidade da possível passagem por Anguillara Veneta do presidente Bolsonaro, para pedir-lhe sinceramente para se tornar um promotor de políticas respeitosas da justiça, da saúde, do meio ambiente, especialmente, de apoio aos pobres.

Não se esconde que a concessão da cidadania honorária criou um grande constrangimento para nós, entre o respeito pelo escritório principal do querido país brasileiro e as muitas e fortes vozes de sofrimento que cada vez mais nos alcançam, e não podemos ignorar, lançados por amigos, irmãos e irmãs."

A nota original pode ser acessada aqui.


Dom Total



Comentários
Newsletter

Você quer receber notícias do domtotal em seu e-mail ou WhatsApp?

* Escolha qual editoria você deseja receber newsletter.

DomTotal é mantido pela EMGE - Escola de Engenharia e Dom Helder - Escola de Direito.

Engenharia Cívil, Ciência da Computação, Direito (Graduação, Mestrado e Doutorado).

Saiba mais!



Outras Notícias

Não há outras notícias com as tags relacionadas.