Meio Ambiente

04/11/2021 | domtotal.com

ONU: financiamento da adaptação à mudança climática está muito abaixo da meta

Este é um dos capítulos em negociação na COP26, que acontece em Glasgow, na Escócia

Mudança climática transformou em cidade-fantasma a antiga estação de ski na montanha de Chacaltaya, na Cordilheira dos Andes
Mudança climática transformou em cidade-fantasma a antiga estação de ski na montanha de Chacaltaya, na Cordilheira dos Andes Foto (Aizar Raldes/AFP)

O financiamento para a adaptação dos países em desenvolvimento à mudança climática é entre cinco e 10 vezes inferior ao custo das medidas de combate ao fenômeno - alertou a ONU nesta quinta-feira (4).

Este é um dos capítulos em negociação na COP26, que acontece em Glasgow, na Escócia.

Esses esforços "estão muito longe de serem suficientes. O mundo deve aumentar radicalmente seus esforços para se adaptar às mudanças climáticas", afirmou Inger Andersen, diretor do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA), em paralelo à conferência de Glasgow.

Em 2019, os países ricos forneceram um total de US$ 79,6 bilhões em ajudas aos países em desenvolvimento para a luta contra a mudança climática. Dois terços desta quantia foram, no entanto, destinados aos projetos de redução das emissões de gases de efeito estufa - uma abordagem de mitigação -, e não para adaptação.

Algumas organizações ambientalistas consideram que a adaptação é o caminho mais urgente e prático para enfrentar um fenômeno inevitável, o do aquecimento global, dada a demanda de energia para atender o crescimento dos países em desenvolvimento na África, na Ásia, no Oriente Médio, ou na América Latina.

Segundo o PNUMA, as necessidades de financiamento são cada vez mais prementes: entre "US$ 140 bilhões a US$ 300 bilhões anuais até 2030"; e entre "US$ 280 bilhões e US$ 500 bilhões anuais entre agora e 2050", apenas para os países em vias de desenvolvimento.

Estes fundos são "entre cinco a 10 vezes superiores aos fluxos de financiamento público internacional destinados à adaptação", afirma o relatório.

"As evidências sugerem que esta diferença é mais significativa do que no último relatório de 2020 e que está aumentando", adverte o texto.

Em um mundo que já atingiu um aumento de temperatura de 1,1 grau em relação à era pré-industrial, as catástrofes climáticas se multiplicam, e os compromissos climáticos por parte dos Estados podem levar a um aquecimento "catastrófico" de 2,7 graus, segundo a última avaliação da ONU, antes do início da COP26.

"Mesmo se acabarmos hoje com as emissões de gases de efeito estufa, o impacto da mudança climática continuará por décadas", frisou Inger Anderson.

"Temos que mudar de velocidade na ambição do financiamento da adaptação e em sua implementação para reduzir os danos. E temos que fazer isso agora", insistiu.


AFP



Comentários
Newsletter

Você quer receber notícias do domtotal em seu e-mail ou WhatsApp?

* Escolha qual editoria você deseja receber newsletter.

DomTotal é mantido pela EMGE - Escola de Engenharia e Dom Helder - Escola de Direito.

Engenharia Cívil, Ciência da Computação, Direito (Graduação, Mestrado e Doutorado).

Saiba mais!



Outras Notícias

Não há outras notícias com as tags relacionadas.