Economia

08/11/2021 | domtotal.com

Mercado de criptomoedas supera pela primeira vez a quantia de US$ 3 trilhões

Análises encontram dificuldades para explicar o grande aumento desta segunda-feira (08), como acontece com frequência no setor

Representação física dos bitcoins, em Istambul, Turquia, em 20 de outubro de 2021
Representação física dos bitcoins, em Istambul, Turquia, em 20 de outubro de 2021 (Ozan Kose/AFP)

O mercado de criptomoedas superou nesta segunda-feira (8) pela primeira vez a quantia de US$ 3 trilhões, em um contexto de interesse cada vez maior de investidores tradicionais, seduzidos por altas vertiginosas, mas preocupados com a inflação. O mercado das criptomoedas representava às 10h GMT (7h de Brasília) desta segunda-feira US$ 3,7 trilhões, segundo a página CoinGecko, que monitora o mercado de mais 10 mil criptomoedas.

Como acontece com frequência no setor, os analisas encontram dificuldades para explicar o grande aumento desta segunda-feira. "O mercado das criptomoedas aumenta com uma velocidade assombrosa", declarou à reportagem Ipek Ozkardeskaya, analista de mercados para a SwissQuote. Para ela, existe "uma parte de especulação e uma parte de realidade".

Desde o fim de outubro, os mercados americanos têm acesso a um fundo indexado (ETF, na sigla em inglês) à evolução do bitcoin, que permite aos investidores apostar na alta da primeira criptomoeda sem sair de Wall Street. Ao contrário do euro, ou do dólar, o número de bitcoins foi fixado em 21 milhões, emitidos pouco a pouco, uma regra impossível de mudar sem controlar a integridade da rede descentralizada.

Alguns investidores acreditam, portanto, que as criptomoedas são uma forma de proteção contra a inflação, que aumenta tanto na Europa quanto na América do Norte. "É uma estratégia muito arriscada, dada a volatilidade da criptomoeda e vendo como seu valor pode sofrer a pressão dos reguladores, ou inclusive de comentários nas redes sociais", alerta Susannah Streeter, analista de mercado da Hargreaves Lansdown.

O bitcoin (+5%, a US$ 66.035 às 10h10 GMT) se aproximava do valor máximo histórico, enquanto o ethereum, a segunda maior criptomoeda em tamanho de mercado, subia 2%, a US$ 4.727. Tanto o bitcoin como o ethereum representam mais de 40%, e pouco menos de 20%, do mercado, respectivamente. A volatilidade das pequenas criptomoedas é maior.

O Shiba Inu, um criptoativo criado para rivalizar com o Dogecoin, alcançou no fim de outubro um tamanho teórico de US$ 40 bilhões, tornando-se a décima maior criptomoeda. Poucos dias depois, perdeu US$ 10 bilhões. "É pouco provável que os campeões de hoje sejam os sobreviventes de amanhã", destaca Ozkardeskaya, que teme "uma bolha do mesmo tipo que a da Internet" nos anos 2000.


AFP



Comentários
Newsletter

Você quer receber notícias do domtotal em seu e-mail ou WhatsApp?

* Escolha qual editoria você deseja receber newsletter.

DomTotal é mantido pela EMGE - Escola de Engenharia e Dom Helder - Escola de Direito.

Engenharia Cívil, Ciência da Computação, Direito (Graduação, Mestrado e Doutorado).

Saiba mais!