Brasil

10/11/2021 | domtotal.com

Lira critica decisão da ministra Rosa Weber do STF por barrar 'orçamento secreto'

Presidente da Câmara afirma que decisão invade a competência do Congresso Nacional sobre o Orçamento

Lira disse que a Câmara e o Senado avançaram na transparência das emendas
Lira disse que a Câmara e o Senado avançaram na transparência das emendas (Marcelo Camargo/ ABr)

O presidente da Câmara, Arthur Lira (Progressistas-AL), criticou na noite desta terça-feira (09) decisão da ministra Rosa Weber, do Supremo Tribunal Federal (STF), referendada pelo Plenário da Corte, que barra os repasses do orçamento secreto. "É uma medida dura", afirmou o deputado.

Lira afirmou, em entrevista à GloboNews, que a decisão invade a competência do Congresso Nacional sobre o Orçamento. O presidente da Câmara também pediu respeito ao papel de relator-geral das peças orçamentárias e disse que as emendas parlamentares - individuais, de bancada, ou de relator - "não devem e não serão criminalizadas".

Lira disse ainda que a Câmara e o Senado avançaram na transparência das emendas e que discutirá o que mais pode ser feito nesse sentido com os ministros do Supremo e com o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), assim que este retornar ao País. Pacheco está na Escócia para a 26ª Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas (COP-26).


Agência Estado



Newsletter

Você quer receber notícias do domtotal em seu e-mail ou WhatsApp?

* Escolha qual editoria você deseja receber newsletter.

DomTotal é mantido pela EMGE - Escola de Engenharia e Dom Helder - Escola de Direito.

Engenharia Cívil, Ciência da Computação, Direito (Graduação, Mestrado e Doutorado).

Saiba mais!