Cultura

03/12/2021 | domtotal.com

'Faz escuro mas eu canto'

Histórias contadas, recontadas, revistas, superadas, recuperadas

Lute (1967), de Rubens Gerchman
Lute (1967), de Rubens Gerchman (Eleonora Santa Rosa)

Eleonora Santa Rosa*

Em trânsito, em transe, em vibração de energia emanada por intenso extenso périplo em territórios culturais, em equipamentos, espaços públicos e privados, verdadeiros dutos de respiração e oxigenação na selva selvagem urbana brasileira, caldo denso que alimenta corpos, espíritos e todos os sentidos.

Ativa arte produzida desde muito, viagens por percursos irrigados de criatividade, inventividade e excelência, obras de expressão máxima da Língua, das inúmeras linguagens em linhagem de primeira, sem condescendência ou adornamento.

Sensação de libertação do mundo da política nacional de baixo calão, celebração dos universos de infinitas possibilidades de fruição, aprendizado e comunhão.

Do Pelourinho à Luz, Brasil revisitado em seus primórdios, em seu leito de nascença à sua evolução como nação diversa, dos povos originários e dos que aqui chegaram em fluxos migratórios impressionantes e constantes.

Histórias contadas, recontadas, revistas, superadas, recuperadas, reescritas, elaboradas, aprofundadas na força da Língua Portuguesa, salve seu 'novo' Museu, soerguido das cinzas, fênix dos novos tempos, da nossa sina: haveremos de reconstruir, de refundar, de recriar mais e melhor, se assim for necessário.

Sorver a vasta produção da nossa Cultura, reencontrar, no mesmo espaço, a Constelação Clarice (Lispector), e, um andar acima, Carolina de Jesus "Um Brasil para os brasileiros, em seus escritos e sua consciência crítica desafiadora e redentora."

Quarteirões depois, assistir à homenagem a Paulo Freire, educador maior, símbolo de nossa pedagogia da "desopressão", fundada no compartilhamento de saberes a partir dos fazeres, do universo da cultura local.

Terminar a expedição no tráfego intenso das rampas da Bienal de SP, combativa, essencialmente política, marcando presença, sem temor e sem rancor, trazendo à baila histórias, memórias, vozes diversas, imagens, produções de olhares, sensibilidades, habilidades em múltiplas representações e identidades.

Bienal da resistência, sob o mote de Faz Escuro mas Eu Canto (extraído do livro homônimo do velho sábio poeta amazonense Thiago de Mello), poema que há décadas ornava as paredes do meu quarto, nos anos universitários de 80, juntamente com seu antológico Os Estatutos do Homem.

Vale, sobretudo nesses tempos sombrios, fazer ressoar seus versos, que muito ainda nos dizem e tocam:

Faz escuro mas eu canto,
porque a manhã vai chegar.
Vem ver comigo, companheiro,
a cor do mundo mudar.
Vale a pena não dormir para esperar
a cor do mundo mudar.
Já é madrugada,
vem o sol, quero alegria,
que é para esquecer o que eu sofria.
Quem sofre fica acordado
defendendo o coração.
Vamos juntos, multidão,
trabalhar pela alegria,
amanhã é um novo dia.

*Eleonora Santa Rosa - Ex-secretária de Estado de Cultura de Minas Gerais, ex-presidente do Conselho do Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico de Minas Gerais - IEPHA, instituiu em sua gestão o Conselho Estadual do Patrimônio Cultural de Minas Gerais - CONEP. Implantou a primeira fase do Circuito Cultural da Praça da Liberdade, em Belo Horizonte e foi diretora executiva do Museu de Arte do Rio - MAR. Concebeu e implementou inúmeras ações e iniciativas referenciais no campo do Patrimônio Cultural, da Educação Patrimonial e de museus. Gestora, consultora e estrategista da área da Cultura, é autora de diversos artigos e do livro Interstício.

O texto reflete a opinião pessoal do autor, não necessariamente do Dom Total. O autor assume integral e exclusivamente responsabilidade pela sua opinião.



Comentários
Newsletter

Você quer receber notícias do domtotal em seu e-mail ou WhatsApp?

* Escolha qual editoria você deseja receber newsletter.

DomTotal é mantido pela EMGE - Escola de Engenharia e Dom Helder - Escola de Direito.

Engenharia Cívil, Ciência da Computação, Direito (Graduação, Mestrado e Doutorado).

Saiba mais!



Outros Artigos