Esporte

06/12/2021 | domtotal.com

Atlético-MG vence Bragantino de virada no jogo da festa

Jogadores do Atlético-MG celebram conquista do bicampeonato brasileiro no Mineirão

O capitão Réver levanta o segundo troféu de campeão brasileiro do Atlético-MG
O capitão Réver levanta o segundo troféu de campeão brasileiro do Atlético-MG (Lucas Figueiredo/CBF)

O Atlético-MG venceu o Bragantino por 4 a 3 neste domingo, no Mineirão. O jogo foi válido pela 37ª rodada do Campeonato Brasileiro.

O jogo foi movimentado desde o primeiro minuto, com alternâncias de domínio entre as equipes. A torcida atleticana lotou o Mineirão e, além de festejar o título de seu time, viu um bom espetáculo de futebol com o Galo sacramentando mais uma vitória.

Com essa triunfo, o Galo chegou aos 84 pontos, 13 a mais em relação ao Flamengo, segundo colocado. Já o Bragantino segue na sexta posição, com 53 pontos. A equipe de Barbieri briga por uma vaga para fase de grupos da Copa Libertadores.

O jogo

O primeiro tempo foi equilibrado no Mineirão. O Galo começou embalado com o apoio da sua torcida, mas o Massa Bruta foi crescendo e passou a gerar boas chances de gol.

O Atlético-MG abriu o placar aos 19 minutos de jogo com o atacante Keno. O ponta arrancou em contragolpe e bateu no canto do goleiro Cleiton, para delírio da massa atleticana.

O Bragantino empatou aos 38 minutos, com Ytalo. Artur finalizou com força para a defesa de Everson, que deu rebote nos pés de do experiente atacante, que apenas empurrou a bola para o fundo das redes.

O Bragantino ainda assustou com uma cobrança de falta na trave batida por Luan Cândido e com uma finalização de média distância de Helinho.

Segundo tempo

O Bragantino virou logo no primeiro minuto do segundo tempo com Artur. O ponta ex-Palmeiras finalizou com força cobrança de escanteio no segundo pau.

Aos nove minutos, o Galo empatou. Keno arranca pela esquerda e passa para Zaracho, que finalizou com liberdade na entrada da área.

Aos 11 minutos, o Galo quase voltou a ficar na frente. Allan bateu com a canhota e acertou a trave de Cleiton, que não chegaria na bola.

A virada atleticana veio aos 32 minutos do segundo tempo, com Savarino. O venezuelano testou com o gol vazio em ataque rápido do Galo. O último tento foi marcado por Hulk, artilheiro do Brasileirão e candidato a melhor jogador do torneio.

Hulk saiu na cara de Cleiton e com uma cavadinha selou a vitória atleticana. No último minuto de jogo, Artur ainda descontou para o Massa Bruta.

Festa

O domingo atleticano foi marcado por festa completa. Após o apito final, os jogadores levantaram a taça do bicampeonato brasileiro na frente do seu torcedor, no Mineirão.

Vários jogadores falaram sobre a conquista atleticana. Diego Costa, que chegou no decorrer da competição, exaltou o elenco do Galo. "É uma família, cheguei aqui e não via nenhum ego, todos sempre com vontade. É um grupo muito bom, com qualidade, com pé no chão. Todos estão de parabéns, inclusive o Cuca, que é um ótimo treinador", disse o atacante.

Guilherme Arana falou sobre a emoção do título e ainda respondeu sobre uma possível convocação para a Copa do Mundo de 2022. "É Especial, muito. Ano passado batemos na trave, tropeçamos em alguns jogos que não poderíamos. Desde o ano passado desempenhamos bem e temos a ajuda do grupo. A gente sempre entra para vencer e a partir de amanhã pensamos na Copa do Brasil", disse o lateral.

"As coisas sempre aconteceram na minha vida naturalmente. Tenho sonho de disputar a Copa, estou muito feliz, mas a Copa é só no final do ano que vem e temos outros campeonatos pela frente", concluiu.

Keno, fundamental na reta final de Campeonato do Galo, disse que a "ficha ainda não caiu" e que esse grupo "entrou para a história."

Artilheiro do Campeonato Brasileiro e candidato a melhor da competição, o atacante Hulk falou sobre seu sentimento de retornar ao Brasil e conquistar o título brasileiro com a camisa atleticana.

"Estou muito feliz, é muito gratificante voltar ao Brasil e poder terminar o ano assim, ganhando o brasileiro e podendo ganhar a Copa do Brasil. Que tudo corra bem na outra decisão", disse Hulk. O Atlético-MG enfrenta o Athletico-PR na decisão da Copa nacional.

Além disso, Hulk deixou claro o quanto já se identificou com o Galo, falando inclusive que já se considera um atleticano. "Eu já virei atleticano. Sou grato pelo carinho que recebi, a recepção não tem preço e com certeza representa muito na minha carreira ganhar um título como esse. Eram 50 anos sem um Brasileiro, eu agradeço muito ao Atlético, esse clube ganhou mais um torcedor fanático", disse o jogador.

Presença de ídolos

Ídolos do Galo como Éder, Dadá Maravilha e Reinaldo foram homenageados na comemoração do título brasileiros. Todos participaram das festividades com jogadores do atual elenco e tiveram contato com a taça.

Cuca

Cuca, que já havia vencido a Libertadores com o Galo, falou sobre seu sentimento com essa conquista. "Para mim é uma realização. Ter o reconhecimento da torcida… Queria abraçar todos, mas como não podemos, a gente busca ganhar para fazer eles felizes. A grande maioria que está aqui nunca tinha visto o Galo ser campeão brasileiro e hoje podemos dizer que somos os mais novos campeões brasileiros”, disse Cuca, visivelmente emocionado.

Agora o grupo atleticano volta suas atenções para a disputa da final da Copa do Brasil contra o Atlhetico-PR. A tendência é que Galo jogue com um time alternativo na última rodada, contra o Grêmio.

FICHA TÉCNICA

ATLÉTICO-MG 4 X 3 BRAGANTINO

  • Local: Mineirão, Belo Horizonte (MG)
  • Data: 5 de dezembro de 2021, domingo
  • Horário: 16 horas (de Brasília)
  • Árbitro: Rodolpho Toski Marques (Fifa-PR)
  • Assistentes: Bruno Boschilia (Fifa-PR) e Sidmar dos Santos Meurer (PR)
  • VAR: Bruno Boschilia (Fifa-PR) e Sidmar dos Santos Meurer (PR)
  • Cartões amarelos:
  •  Bragantino: Helinho e Artur
  • Atlético-MG: Hulk
  • Gols:
    • Atlético-MG: Keno, aos 19 minutos do 1T; Zaracho aos nove minutos do 2T; Savarino aos 32 minutos do 2T e Hulk
    • Bragantino: Ytalo, aos 38 minutos do 1T; Artur, no primeiro minuto do 2T; Artur aos 55 minutos do 2T,
  • ATLÉTICO-MG: Everson; Mariano, Nathan Silva (Réver), Junior Alonso e Guilherme Arana; Tchê Tchê (Alan Franco), Jair (Allan) e Zaracho; Nathan (Savarino), Keno e Diego Costa (Hulk). Técnico: Cuca.
  • BRAGANTINO: Cleiton; Aderlan, Fabrício Bruno, Natan, Luan Cândido; Jadsom, Martínez (Praxedes); Artur, Helinho, Cuello (Bruno Tubarão) e Ytalo (Alerrandro). Técnico: Maurício Barbieri.


Gazeta Esportiva



Comentários
Newsletter

Você quer receber notícias do domtotal em seu e-mail ou WhatsApp?

* Escolha qual editoria você deseja receber newsletter.

DomTotal é mantido pela EMGE - Escola de Engenharia e Dom Helder - Escola de Direito.

Engenharia Cívil, Ciência da Computação, Direito (Graduação, Mestrado e Doutorado).

Saiba mais!