Direito

04/01/2022 | domtotal.com

Júri não chega a acordo sobre três acusações contra ex-promessa do Vale do Silício

Holmes, de 37 anos, é acusada de ter fraudado intencionalmente investidores e pacientes, como afirmam os promotores

Elizabeth Holmes (2ª E) deixa a corte, acompanhada do companheiro, Billy Evans, e dos pais, após o sétimo dia de deliberações do júri sobre seu julgamento em San José, Califórnia, 3 de janeiro de 2022
Elizabeth Holmes (2ª E) deixa a corte, acompanhada do companheiro, Billy Evans, e dos pais, após o sétimo dia de deliberações do júri sobre seu julgamento em San José, Califórnia, 3 de janeiro de 2022 Foto (Nick Otto/AFP)

O júri que decide o destino da ex-promessa da biotecnologia, Elizabeth Holmes, informou nesta segunda-feira (3) a um juiz da Califórnia não ter chegado a um acordo sobre três das onze acusações de fraude feitas contra ela.

O painel de 12 pessoas não revelou sua decisão sobre as outras oito acusações que Holmes enfrenta no julgamento sobre seu empreendimento bilionário Theranos, que não cumpriu suas promessas e pôs em xeque a cultura do Vale do Silício.

Holmes, de 37 anos, pode ser sentenciada a anos de prisão se for declarada culpada de ter fraudado intencionalmente investidores e pacientes, como afirmam os promotores.

A Theranos, fundada por Holmes quando ela tinha apenas 19 anos, prometia revolucionar os exames laboratoriais com máquinas que deviam apresentar diagnósticos mais rápido do que os laboratórios convencionais com gotas de sangue, atraindo investidores poderosos.

O empreendimento a deixou milionária aos 30 anos.

A mulher chegou a ser considerada a próxima personalidade do mundo da tecnologia, mas seu império ruiu depois que o jornal Wall Street Journal publicou que suas máquinas de diagnóstico não funcionavam como prometido.

O juiz federal Edward Davila convidou nesta segunda-feira o júri a continuar deliberando, explicando que não há pressa para se chegar a um veredicto.

O magistrado também tem a opção de aceitar os veredictos nos quais o júri alcançar a unanimidade e declarar nulas as acusações nas quais não se chegar a um acordo.

Neste caso, os promotores teriam que decidir se iniciam um novo julgamento para discutir estas acusações.

O júri completou sete dias de deliberações nesta segunda-feira.


AFP



Comentários
Newsletter

Você quer receber notícias do domtotal em seu e-mail ou WhatsApp?

* Escolha qual editoria você deseja receber newsletter.

DomTotal é mantido pela EMGE - Escola de Engenharia e Dom Helder - Escola de Direito.

Engenharia Cívil, Ciência da Computação, Direito (Graduação, Mestrado e Doutorado).

Saiba mais!



Outras Notícias

Não há outras notícias com as tags relacionadas.