Religião

18/01/2022 | domtotal.com

A ajuda do Papa às Filipinas e aos migrantes na fronteira com a Belarus

Francisco enviou uma contribuição inicial de 100 mil euros à Igreja no país asiático para aliviar as consequências do tufão Rai

Situação nas Filipinas depois da passagem do Tufão Rai
Situação nas Filipinas depois da passagem do Tufão Rai Foto (AFP)

Por um lado, a catástrofe ambiental que atingiu o coração das Filipinas - pelo menos 400 mortos, dezenas de desaparecidos e 8 milhões de pessoas afetadas em 11 regiões, de acordo com os números da ONU. Por outro lado, o que tem sido chamado de "a fronteira da vergonha", entre a Belarus e a Polônia onde se encontram bloqueados há meses migrantes que continuam morrendo sem que nem mesmo a mídia informe sobre sua tragédia. Em solidariedade o Papa decidiu enviar como ajuda humanitária 100 mil euros a cada uma das situações de emergência.

Filipinas, ajuda imediata

Francisco confiou ao Dicastério para o Serviço de Desenvolvimento Humano Integral a tarefa de mandar entregar o valor nas Filipinas, com a colaboração da nunciatura apostólica local. Os destinatários serão – segundo um comunicado do dicastério do Vaticano - as "dioceses mais afetadas pela calamidade" e a contribuição, destinada a "obras de assistência" nesta fase de emergência, pretende ser "uma expressão imediata do sentimento de proximidade espiritual e de encorajamento paterno do Santo Padre em relação às pessoas e territórios afetados", já expressa no Angelus de 19 de dezembro passado. A contribuição, deve-se notar, é "parte da ajuda que está sendo ativada em toda a Igreja Católica e que envolve, além de várias Conferências Episcopais, numerosas organizações de caridade".

Na “terra de ninguém"

A mesma decisão, por parte do Papa, diz respeito à longa emergência de migrantes na “terra de ninguém”, o trecho de terra que separa a Belarus da Polônia, onde se encontram pessoas sobretudo sem direitos e, portanto, um "paraíso" para todos os tipos de tráfico, a começar pelo tráfico humano. No local estão há cinco meses milhares de migrantes tentando entrar na Europa. Para aliviar a situação, Francisco destinou 100 mil euros apoiando assim a Cáritas Polonesa em seu trabalho de assistência em um cenário, diz a nota, no qual persiste uma "situação de conflito que se prolonga há mais de 10 anos".


Vatican News

TAGS




Newsletter

Você quer receber notícias do domtotal em seu e-mail ou WhatsApp?

* Escolha qual editoria você deseja receber newsletter.

DomTotal é mantido pela EMGE - Escola de Engenharia e Dom Helder - Escola de Direito.

Engenharia Cívil, Ciência da Computação, Direito (Graduação, Mestrado e Doutorado).

Saiba mais!



Outras Notícias

Não há outras notícias com as tags relacionadas.