Direito

19/01/2022 | domtotal.com

Robinho é condenado em última instância e deve cumprir nove anos de prisão por estupro

Itália agora deve pedir a transferência de execução de pena à justiça brasileira e aguarda que o Supremo Tribunal da Justiça faça a homologação da sentença estrangeira

Caso aconteceu em janeiro de 2013
Caso aconteceu em janeiro de 2013 Foto (AFP)

O jogador Robinho foi condenado em última instância pela justiça italiana por conta de uma agressão sexual cometida em 2013 contra uma mulher albanesa. A condenação de Robinho e seu amigo Ricardo Falco, que também estava envolvido, é de nove anos.

Segundo o UOL Esporte, a Corte de Cassação de Roma rejeitou o recurso apresentado por Robinho e seu amigo. A sentença é definitiva e não cabe mais recurso.

A extradição de Robinho e Falco é improvável, já que a constituição brasileira proíbe a extradição de brasileiros. Sendo assim, a dupla poderá cumprir sua pena em uma penitenciária brasileira.

A Itália agora deve pedir a transferência de execução de pena à justiça brasileira e aguarda que o Supremo Tribunal da Justiça faça a homologação da sentença estrangeira. Não existe um prazo para esse trâmite ser concluído.

Quando interrogado sobre o ocorrido, Robinho sempre negou as acusações de violência sexual. O jogador chegou a ser contratado pelo Santos em 2020, mas devido à forte repercussão do caso, seu contrato com o clube foi suspenso.

Em 2017, Robinho havia sido condenado em primeira instância. Ele foi acusado de ter abusado sexualmente, junto a outros quatro homens, uma mulher de origem albanesa em janeiro de 2013. Ela celebrava o aniversário de 23 anos em uma casa noturna de Milão. Na ocasião, o atacante defendia o Milan (Itália).


Gazeta Esportiva/Agência Brasil



Comentários
Newsletter

Você quer receber notícias do domtotal em seu e-mail ou WhatsApp?

* Escolha qual editoria você deseja receber newsletter.

DomTotal é mantido pela EMGE - Escola de Engenharia e Dom Helder - Escola de Direito.

Engenharia Cívil, Ciência da Computação, Direito (Graduação, Mestrado e Doutorado).

Saiba mais!



Outras Notícias

Não há outras notícias com as tags relacionadas.